UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HILDA ALVES DO NASCIMENTO ARAUJO
04/11/2019 08:16


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HILDA ALVES DO NASCIMENTO ARAUJO
DATA: 26/11/2019
HORA: 15:30
LOCAL: NIPEC
TÍTULO: AS VOZES ALHEIAS EM CANÇÕES POPULARES SOB A PERSPECTIVA DISCURSIVA
PALAVRAS-CHAVES: Canção. Dialogismo. Leitura. Vozes alheias.
PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

A canção faz parte do cotidiano da maioria dos indivíduos por proporcionar entretenimento e/ou reflexão. Por se interseccionar ao gênero poético, a singularidade das palavras torna-se uma regra pela necessidade de limitar o enunciado a uma única voz intitulada de eu lírico. Por conta disso, canções que apresentam uma pluralidade de vozes sobrepostas por meio de variados discursos alheios causam um certo estranhamento por se tratar de uma estrutura típica da prosa. Dessa forma, o leitor em construção precisa reconhecer o modo como funcionam as diferentes categorias dialógicas-discursivas organizadas pelo produtor na criação da canção ao fazer uso do discurso do outro. Nesse sentido, examinar-se-á possibilidades didáticas no trabalho com vozes alheias no gênero poético a partir das canções “Monte Castelo” e “Faroeste Caboclo” do cantor e compositor Renato Russo. Para tanto, serão produzidas atividades de leitura que subsidiem uma compreensão enunciativa, dialógica, intertextual e transtextual, além da percepção das formas de transmissão utilizadas para a construção de sentidos. O objetivo é verificar as dificuldades apresentadas pelos alunos no reconhecimento das vozes e na capacidade de estabelecer diálogos entre elas com o fito de oportunizar novas possibilidades metodológicas que ampliem os horizontes para outras construções plurilinguísticas na esfera poética a partir de um processo dialógico. A proposta está fundamentada na teoria dialógica-discursiva de Bakhtin (2000, 2002, 2003,2010, 2013, 2015) e Bakhtin/Volóchinov ([1929], 2017); nas concepções sobre o gênero canção de Costa (2001, 2003); nas possibilidades dialógicas de análise acerca do discurso poético e do discurso romanesco de Miranda (2006), Machado (1995), Torres (2013) e Tezza (2003); nas relações intertextuais de Kristeva (1974) e Koch, Bentes e Cavalcante (2008) e nas relações paratextuais de Genette ([1982], 2010). A abordagem ocorrerá de forma qualitativa através da aplicação de uma sequência didática referendadas em Dolz e Schnewly (2004) em um Colégio Estadual do município de Pedrinhas/SE em uma turma de 9º ano. Por fim, será produzido um caderno pedagógico para servir de objeto didático que favoreça uma nova perspectiva enuciativa dialógica com o gênero canção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1625620 - JOSE RICARDO CARVALHO DA SILVA
Externo ao Programa - 1264245 - GERALDA DE OLIVEIRA SANTOS LIMA
Externo ao Programa - 2026538 - ISABEL CRISTINA MICHELAN DE AZEVEDO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16100-6196392814