UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCAS CELESTINO GUERZET AYRES
15/10/2019 07:43


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS CELESTINO GUERZET AYRES
DATA: 16/10/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 03 da Didática I-HU-UFS
TÍTULO: AVALIAR COMPARATIVAMENTE OS EFEITOS GENOTÓXICOS E CITOTÓXICOS DE DOIS APARELHOS DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE FEIXE CÔNICO NAS CÉLULAS PRESENTES NA MUCOSA ORAL.
PALAVRAS-CHAVES: Genotoxicidade; Testes para micronúcleos; Tomografia computadorizada de feixe cônico.
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

A tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) permite visualizar as estruturas em camadas de imagens nos planos axiais, coronais, sagitais e oblíquas, assim como as reconstruções tridimensionais. Apesar de a TCFC proporcionar grande benefício ao exercício da Odontologia, seu uso deve estar indicado mediante justificativa clínica, pois é capaz de provocar efeitos biológicos deletérios e cumulativos nos tecidos humanos. Para a análise do efeito dos raios X sobre tecidos epiteliais é indicado o uso do teste de micronúcleos aliado à contagem de alterações nucleares degenerativas (carriorréxe, cariólise, picnose, buds e broken eggs formados). Para tal, os efeitos das radiações podem ser estudados por meio da citologia esfoliativa em base líquida, por ser de simples execução, baixo custo e não invasiva, além de otimizar a análise microscópica das lâminas com maior número de células epiteliais individuais descamadas. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos genotóxicos e citotóxicos de dois aparelhos de TCFC nas células presentes na mucosa oral. A amostra foi de 28 pacientes, sendo 14 de pacientes adultos submetidos ao tomógrafo Carestream CS 8100 3D (Carestream Health Inc Rochester/NY, USA) e 14 de pacientes adultos submetidos ao tomógrafo I-CAT (ICAT, Penn Road Hatfield, PA, USA). A coleta do material foi realizada imediatamente antes da TCFC e 10 dias depois, raspando a mucosa jugal direita com uma espátula plástica, espalhados em uma lâmina, fixados com álcool 90% e posteriormente corados com Feugen/Fast Green. A análise microscópica foi realizada pela contagem de micronúcleos e das alterações degenerativas. A análise estatística foi realizada pelo teste de Wilcoxon (dados pareados) para comparar as frequências de alterações nucleares e pelo teste t (dados independentes) para comparar os diferentes TCFCs. Ambos com nível de significância de 5%. Houve diferença significativa na contagem de células micronucleadas antes e após a exposição à radiação ionizante resultante da realização da TCFC com I-Cat (p=0.001) e com o CS8100 3D (p=0.002). Também foi observado aumento significativo destas alterações nucleares (picnose, cariólise. cariorrexe, buds e broken eggs) tanto para a TCFC com I-Cat (p<0.001), quanto para a TCFC com o CS8100 3D (p<0.001). Na comparação entre as TCFCs no I-Cat e CS8100 3D, não houve diferença estatística significante entre as aquisições nem para os micronúcleos (p=0.397) nem para outras alterações (p=0.859).Os dois tomógrafos foram capazes de oferecer riscos de induzir danos genotóxicos (micronúcleos) e promover a indução de alterações nucleares citotóxicas (picnose, cariólise, cariorrexe, buds e broken eggs). Na comparação entre os dois tomógrafos não houve diferença estatística significante entre as aquisições tanto para os micronúcleos (genotoxicidade) como para as demais alterações (citotoxicidade).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1918811 - ANTONIO CARLOS MARQUETI
Externo ao Programa - 1704209 - CLEVERSON LUCIANO TRENTO
Presidente - 1783432 - PAULO HENRIQUE LUIZ DE FREITAS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5