UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 05 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: JEFFERSON DAVID OLIVEIRA DA SILVA
21/08/2019 15:37


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JEFFERSON DAVID OLIVEIRA DA SILVA
DATA: 22/08/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Reuniões do PEQ
TÍTULO: Pirólise contínua do resíduo industrial de acerola em um reator de cilindro rotativo: caracterização do biocarvão e bio-óleo obtidos
PALAVRAS-CHAVES: Pirólise; resíduo; acerola; biocarvão; bio-óleo.
PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Operações de Separação e Mistura
RESUMO:

O Brasil se destaca como uma das maiores potências mundiais no ramo do agronegócio e, com o aumento da capacidade de produção, gera-se uma enorme quantidade de resíduos que causam sérios problemas ambientais. A acerola (Malpighia emarginata) se evidencia como um dos frutos de crescente e importante comercialização, contribuindo significativamente para o desenvolvimento regional através da exportação de produto em pó concentrado. Assim, afim de minimizar os impactos ambientais causados pela indústria local de processamento do fruto, opresente trabalho avaliou o uso do resíduo industrial geradoatravés de pirólise em reator contínuo de cilindro rotativo nas temperaturas de 300, 400, 500 e 600 ºC para a obtenção de biocarvão e bio-óleo. A biomassa e os biocarvões foram caracterizados com o emprego de técnicas como análise imediata e elementar, pH, PCS, FTIR, TG/DTG, adsorção de nitrogênio (BET), EDX e MEV. Os bio-óleos produzidosforam estudados com relaçãoa suas característicasatravés de análise elementar, PCS, FTIR e cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG/EM). Ensaios de adsorção em batelada do corante azul de metileno também foram realizados com o propósito de avaliar a capacidade adsorvente dos biocarvões obtidos. A caracterização da biomassa mostrou que o resíduo possui baixos teores de umidade (6,86 ± 0,37%) e cinzas (2,65 ± 0,24%), além de elevadas quantidades de matéria volátil (79,74 ± 0,76%), tornando a matéria-prima de estudo apta para o processo pirolítico.O rendimento de biocarvão caiu de 86,2% em 300 ºC para 28,6% em 600 ºC, enquanto o máximo rendimento de bio-óleo foi de 7,6% na temperatura de 500 ºC.Os resultados indicaram um aumento na carbonização e aromaticidade junto a um decréscimo na polaridade dos biocarvões produzidos em maiores temperaturas, conferindo ao material potencial em uso agronômico e em sequestro de carbono. Com o aumento da temperatura pirolítica de 300 para 600 ºC, os biocarvões tornaram-se mais alcalinos e apresentaram acréscimo significativo em sua área superficial, passando de 9,81 para 272 m2/g. Os bio-óleos apresentaram composição semelhante, mas a temperatura de processo influenciou os percentuais relativos dos compostos presentes. As principais classes químicas identificadas nos bio-óleos foramfenóis e ácidos, evidenciando a possibilidade de sua utilização na síntese de produtos químicos importantes. Os dados experimentais dos ensaios de adsorção do corante azul de metileno foram ajustados pelo modelo cinético de pseudo-segunda ordem e bem representados através da isoterma de Freundlich (R2> 0,995),com o biocarvão produzido à 500 ºC apresentando o maior capacidade máxima de adsorção (123,457 mg/g). A pirólise do resíduo industrial de acerola se mostrou uma rota promissora à obtenção de biomateriais com potenciais diversificados de aplicação tecnológica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2573323 - ANA KARLA DE SOUZA ABUD
Presidente - 2468009 - ANTONIO MARTINS DE OLIVEIRA JUNIOR
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Externo ao Programa - 1879181 - LISIANE DOS SANTOS FREITAS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5