UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 07 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: YASMIN OLIVEIRA CARVALHO
24/07/2019 11:08


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YASMIN OLIVEIRA CARVALHO
DATA: 29/07/2019
HORA: 14:30
LOCAL: sala de aula do Programa de Pós-graduação em Engenharia Química
TÍTULO: ESTUDO E MODELAGEM DO TRATAMENTO DE EFLUENTE LÍQUIDO UTILIZANDO MICROALGA Chlorella vulgaris
PALAVRAS-CHAVES: Tratamento efluente, microalga, Chlorella vulgaris, Rede Neural, biomassa.
PÁGINAS: 88
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Bioquímicos
RESUMO:

O tratamento terciário proporcionado pelas microalgas se apresenta como um processo rentável e promissor, aliando a remoção dos principais nutrientes causadores da eutrofização à produção de biomassa valiosa. Devido à característica não linear apresentada pelos processos biotecnológicos, é possível modelar esses processos a partir de ferramentas como o Planejamento Experimental e as Redes Neurais Artificiais, podendo prever o comportamento das principais variáveis em processos de tratamento de efluentes. O tratamento terciário promovido pela microalga Chlorella vulgaris apresentou altas remoções de nutrientes, acima de 70% de fosfato e 99% de íon amônio. Com base na remoção de nutrientes, foi realizada a modelagem do processo através de duas ferramentas, o Planejamento Experimental e as Redes Neurais Artificiais. O modelo matemático fornecido pelo Planejamento Experimental foi representativo do tratamento terciário de efluente sanitário com a microalga C. vulgaris em função das variáveis de teste. Já o ótimo desempenho da rede neural artificial, com R² de teste superior a 0,95 permite o uso desta ferramenta em aplicações reais, como no sistema de controle em Estações de Tratamento de Efluentes. Com o intuito de promover um tratamento sustentável, foi realizada a secagem natural da biomassa, a qual apresentou composição centesimal de 29% de carboidratos, 11% de lipídios e 8,7% de proteínas. A biomassa produzida possui alto valor agregado e pode ser destinada para produção de biocombustíveis ou ração animal. Com isso, o tratamento terciário de efluente com microalgas é uma ótima alternativa de tratamento sustentável e de baixo custo, podendo ser utilizado em Estações de Tratamento de Efluentes. O processo visa reduzir as contaminações dos recursos hídricos e eutrofização dos corpos d’água, além dos impactos econômicos e ambientais gerados pela biomassa produzida.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1541968 - ALFREDO ACOSTA BACKES
Presidente - 2581604 - CRISTINA FERRAZ SILVA
Interno - 2400083 - RODOLPHO RODRIGUES FONSECA
Interno - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5