UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IGOR JUHY DA COSTA PINTO NASCIMENTO
23/07/2019 10:58


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IGOR JUHY DA COSTA PINTO NASCIMENTO
DATA: 02/08/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU sala 27
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO E EFICÁCIA DE APLICATIVO MÓVEL PARA PREVENÇÃO DE DOR E ANSIEDADE EM PACIENTES SUBMETIDOS A TRATAMENTO ORTODÔNTICO
PALAVRAS-CHAVES: Ansiedade. Aplicativos Móveis. Higiene Bucal. Ortodontia Corretiva.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

A constante evolução tecnológica e seus imensos benefícios aplicados ao melhoramento da qualidade de vida, tem permitido aos Ortodontistas diagnosticar e melhor tratar seus pacientes. A tecnologia móvel e seus aplicativos têm sido amplamente utilizados por cirurgiões-dentistas como forma de gerenciamento de sua rotina de trabalho, mas são pouco indicados para o monitoramento dos pacientes após a realização de procedimentos odontológicos. Dor e desconforto são praticamente inevitáveis durante a movimentação ortodôntica, o que pode acarretar altos níveis de ansiedade, desmotivação com o tratamento, perda de consultas e não adesão às instruções do profissional. O estudo teve como objetivo avaliar a eficácia de um aplicativo móvel com multimídia educativa, direcionada para smartphones, sobre a percepção de dor, grau de ansiedade, motivação, e saúde gengival em uma amostra de pacientes submetidos a tratamento ortodôntico. Foi realizado um ensaio clínico de prevenção, randomizado-controlado, paralelo, duplo-cego, com dois braços, envolvendo 50 pacientes maiores de 18 anos, que iniciaram tratamento ortodôntico fixo em dois Cursos de Especialização em Ortodontia, no período de junho de 2018 a fevereiro de 2019. Participaram do estudo apenas indivíduos maiores de 18 anos de idade, com acesso a telefone celular do tipo smartphone, sem história de tratamento ortodôntico. Os participantes foram divididos aleatoriamente em 02 grupos (Intervenção e Controle), acompanhados por um período de 90 dias, avaliando-se como desfechos humanísticos a dor, ansiedade e motivação, e como desfechos clínicos os índices de placa bacteriana e de sangramento gengival. O presente estudo não mostrou efeitos do uso do aplicativo na percepção de dor, porém foram observadas uma redução significativa dos níveis de ansiedade-estado entre aqueles com história prévia de dor no tratamento odontológico, após 4h (31.57 ± 5.74 vs. 41.25 ± 7.70; p = 0.006), 30 dias (32.29 ± 6.80 vs. 44.50 ± 9.87; p = 0.002) e 90 dias (28.86 ± 8.51 vs. 39.00 ± 8.69; p = 0.021) da instalação do aparelho ortodôntico, e aumento da motivação dos pacientes ao longo do tratamento, especialmente em indivíduos mais jovens e com experiência prévia de dor e acesso ao aplicativo após 7 dias (57.00 ± 2.45 vs. 41.33 ± 3.79; p = 0.026), 30 dias (55.50 ± 4.67 vs. 39.33 ± 4.16; p = 0.005), e 90 dias (51.75 ± 11.44 vs. 30.00 ± 10.54; p = 0.009) da instalação do aparelho. Houve redução do risco de acúmulo de placa (RCP < 30%) no grupo intervenção, 30 dias após instalação do aparelho ortodôntico (RR = 0.75; IC 95% 0.58 – 0.98; p = 0.040). Conclui-se do estudo que o aplicativo móvel com multimídia educativa desenvolvido reduz os níveis de ansiedade, aumenta a motivação e diminui o risco de acúmulo de placa em pacientes submetidos a tratamento ortodôntico, especialmente entre os mais jovens e com história pregressa de dor durante tratamento odontológico.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2361893 - LUIZ ALVES DE OLIVEIRA NETO
Externo à Instituição - SAVIL COSTA VAEZ
Interno - 1496951 - SILVIA DE MAGALHAES SIMOES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5