UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AMANDA MONTEIRO MELO
18/07/2019 11:27


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA MONTEIRO MELO
DATA: 29/07/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Polo Gestão
TÍTULO: Projeções das mulheres no Semiárido de Alagoas no Ensino de História: o álbum de figurinhas como suporte de Ensino-Aprendizagem
PALAVRAS-CHAVES: Álbum de figurinhas; Ensino de História; Gênero; Mulheres; Semiárido.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

Esta pesquisa tem o objetivo de compreender as relações de gênero no semiárido alagoano por meio de um álbum de figurinhas com mulheres em diferentes temporalidades históricas. A palavra gênero e seus significados tem sido alvo de disputa na arena educacional. O debate envolvendo-a permeia diversos campos desde os políticos até religiosos, que vêm atuando na atribuição e ocultação de seus sentidos e intencionalidades, por outro, materializam-se na exclusão e na imposição. Como demonstra Federici (2017), o tripé religião, estado e propaganda, apesar de não ser recente, remonta ao século XVI, ainda é eficiente quando se trata na modelação de padrões sociais. O Plano Nacional de Educação (PNE) que determina diretrizes, metas e estratégias para a política educacional em dez anos (2014-2024) vetou temas como gênero e sexualidade nas escolas. O que gerou impactos nos planos estaduais e municipais. Para cumprir o escopo de pesquisa utilizamos a plataforma do Governo Federal de acompanhamento do PME, tivemos acesso aos 38 planos educacionais referentes aos munícipios que compõem o Semiárido de Alagoas, entendido aqui na perspectiva holística de Malvezzi (2007), não se limita aos aspectos naturais, inclui processos políticos, econômicos, sociais e culturais. A partir da busca de palavras, constatamos que 15 munícipios excluíram a temática gênero; 13 utilizam a categoria, entretanto há uma variação no tipo de abordagem referente à utilização na realidade educacional e 10 proíbem a discussão. Depois dessa análise, propomos trabalhar nas turmas de 6° anos, com o álbum de figurinhas composto por mulheres, tendo em vista a habilidade da BNCC, “descrever e analisar os diferentes papéis sociais das mulheres no mundo antigo e nas sociedades medievais (EF06HI19)” (BRASIL, 2018, p.419) e as considerações introdutórias de Simone de Beauvoir, as mulheres precisam ter história para se orgulhar de si próprias. Ter o contato com essas mulheres não é suficiente, os (as) discentes precisam ser ativos na construção do conhecimento, dessa forma, na organização gráfica das páginas do álbum, algumas estarão em branco, para que os (as) discentes possam preencher com mulheres que sejam referências para eles (as), pensando não só nas suas individualidades, mas no projeto de coletividade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2542464 - FÁBIO ALVES DOS SANTOS
Interno - 1687926 - JANAINA CARDOSO DE MELLO
Externo ao Programa - 1088158 - JOÃO PAULO GAMA OLIVEIRA
Presidente - 2872833 - LUCAS MIRANDA PINHEIRO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e