UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUANA DA MOTA SANTOS
28/06/2019 11:42


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUANA DA MOTA SANTOS
DATA: 05/07/2019
HORA: 10:00
LOCAL: a definir
TÍTULO: Expressões metafóricas e o Instagram: uma proposta de leitura e ampliação de sentidos para alunos surdos
PALAVRAS-CHAVES: Surdos. Leitura. Língua portuguesa como segunda língua. Expressões idiomáticas
PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Língua Portuguesa
RESUMO:

O surdo para ter amplo acesso ao conhecimento deve partilhar da escrita do mundo ouvinte. Sendo assim, a leitura de diferentes gêneros textuais e sua multimodalidade é essencial para a aprendizagem da escrita do português, como para a compreensão do contexto social, cultural e ideológico perpassado. Nossa principal motivação é justamente essa construção de sentido realizada por surdos ao interpretar textos ricos em expressões metafóricas. Nesse contexto, a interpretação atribuída aos textos pelos surdos soa estranha para muitos ouvintes e isso acontece devido aos traços culturais e às possíveis combinações dos termos da língua. A partir dessas observações, o objetivo principal deste Trabalho de Conclusão Final (TCF) do Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) é contribuir com uma reflexão acerca do ensino de língua portuguesa para os surdos como segunda língua (L2), apresentando uma prática de intervenção direcionada aos alunos da sala de recursos da Escola Estadual Vicente Machado Menezes, localizada no município de Itabaiana/SE. Além da descrição das bases teórico-metodológicas, serão apresentados os resultados da efetiva aplicação e um produto final que consiste na criação de uma página educativa no Instagram, rede social com mais de um bilhão de usuários utilizada para compartilhamento de fotos e vídeos e que servirá para divulgação das atividades desenvolvidas. O gênero textual escolhido foi o anúncio publicitário (AP), pois nele encontramos, dentre outros recursos linguísticos, as metáforas conceituais, e consequentemente as expressões idiomáticas (EIs). Para tanto, a base teórica que fundamenta essa posição faz-se em torno dos estudos de Lakoff e Johnson (1980, 2002), com o princípio de projeção de propriedade da Teoria da Metáfora Conceitual. As concepções de gênero textual e leitura foram respaldadas, fundamentalmente, em Marcuschi (2005, 2008). Os critérios que definem a análise das EIs encontram-se em Ortíz Alvarez (2000). Além disso, por se tratar de uma intervenção para solucionar um problema diagnosticado, a metodologia adotada neste trabalho é a pesquisa-ação nos termos de Thiollent (2011). Rojo (2012, 2015), Freitas (2010), Xavier (2013) e Araújo (2010), comprovam que as novas tecnologias exigem o desenvolvimento de diferentes habilidades para a compreensão de hipertextos, por isso também formam a base teórica deste trabalho, juntamente com Faria (2002, 2003, 2006), Salles (2005), Costa (2015), dentre outros, que abordam o universo da surdez e o ensino de língua portuguesa como L2.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2225701 - ANA FLORA SCHLINDWEIN
Interno - 2506161 - ELAINE CRISTINA SILVA SANTOS
Externo à Instituição - IVANI RODRIGUES SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e