UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA CECILIA CASTELO BRANCO DE SANTANA
26/06/2019 09:44


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA CECILIA CASTELO BRANCO DE SANTANA
DATA: 27/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do DTA
TÍTULO: MAPEAMENTO TECNOLÓGICO DA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS: PATENTEAMENTO, INOVAÇÃO E REDES GLOBAIS DE COOPERAÇÃO
PALAVRAS-CHAVES: redes de cooperação;alimentos;patentes;inovação
PÁGINAS: 159
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Diversos estudos apontam que a Inovação é o caminho fundamental para que as organizações diferenciem-se e mantenham-se competitivas na sociedade atual, que vive a Era do Conhecimento. As constantes e rápidas mudanças tecnológicas no mercado exigem cada vez mais que dados e informações se transformem em conhecimento e que este seja aplicado de maneira que gere ativos econômicos e possa garantir retorno financeiro. O Brasil destaca-se no mercado internacional na produção de várias matérias-primas agropecuárias, entretanto, não possui o mesmo desempenho nos manufaturados derivados delas, como no caso dos alimentos processados. A melhoria de renda nos países emergentes, a acentuada tendência de crescimento demográfico mundial, o processo de urbanização e o consequente crescimento da demanda por alimentos representam uma oportunidade para o Brasil posicionar-se como principal fornecedor global de alimentos (SIDONIO et al., 2011).A indústria de alimentos (especificamente, produtos alimentares e bebidas) respondeu por 9,6% de participação no PIB de 2018, com um faturamento líquido superior a R$ 656 bilhões, responsável por 1.616.000 empregos (ABIA, 2018). Tal expressão comercial destaca a importância de um mapeamento tecnológico do setor, no intuito da elaboração de um panorama na perspectiva da proteção à propriedade intelectual neste segmento, sua relação com o desenvolvimento econômico das organizações e dos países envolvidos, fruto da inovação gerada e a análise do fluxo do conhecimento compartilhado pelos principais atores envolvidos no processo. Além disso, o resultado desse estudo deve estimular a implementação de políticas públicas direcionadas ao setor, favorecendo a consolidação da conexão da indústria brasileira às cadeias globais de valor, de forma a beneficiar todos os macrossegmentos do agronegócio e, por conseguinte, a economia brasileira. Assim, o presente estudo tem como objetivo geral o mapeamento tecnológico e inovativo da Indústria de Alimentos, avaliando o patenteamento mundial do setor em período estabelecido, determinando os segmentos emergentes e suas relações com as áreas do conhecimento ,elucidando o fluxo de conhecimento e as redes de cooperação internacional, identificando oportunidades e tendências deste mercado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2468009 - ANTONIO MARTINS DE OLIVEIRA JUNIOR
Interno - 2573323 - ANA KARLA DE SOUZA ABUD
Interno - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 2320589 - LILIA CALHEIROS DE OLIVEIRA BARRETTO
Externo à Instituição - VALDECI SILVA BASTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e