UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HUGO NIVALDO MELO ALMEIDA LIMA
25/06/2019 08:45


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HUGO NIVALDO MELO ALMEIDA LIMA
DATA: 12/07/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO E CAPACIDADE FUNCIONAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM ANEMIA FALCIFORME
PALAVRAS-CHAVES: Anemia Falciforme; Exercício; Aptidão física; Caminhada.
PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A anemia falciforme (AF) é uma doença com grande importância clínica e epidemiológica. Várias manifestações clínicas são comumente observadas em pacientes com AF, e estas manifestações parecem estar associadas com uma menor capacidade ao exercício. O objetivo deste estudo foi identificar os níveis de atividade física, comportamento sedentário e capacidade funcional de crianças e adolescentes com AF em comparação com indivíduos saudáveis. Além disso, objetivou-se estabelecer os determinantes da distância máxima percorrida no teste de caminhada de 6 minutos, bem como criar e testar uma equação para prever esta variável na população estudada. Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa. Os pacientes foram considerados elegíveis para o estudo seguindo rígidos critérios de inclusão e exclusão. A identidade e os direitos dos participantes desse estudo serão preservados, atendendo a Resolução nº 510 de 2016, do Conselho Nacional de Saúde. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa envolvendo Seres Humanos da Universidade Federal de Sergipe com o seguinte número do CAAE: 30661314.0.0000.5546. Dados demográficos e hematológicos foram extraídos do prontuário do paciente durante a entrevista. Após a aferição das medidas antropométricas, os participantes, com a ajuda dos seus respectivos responsáveis, responderam ao Physical activity questionnaire for older children and adolescentes. O teste de caminhada de 6 minutos foi realizado segundo as recomendações da American Thoracic Society. Para mensurar os níveis de atividade física foi utilizado o acelerômetro triaxial AtciGraph wGT3X-BT. Os responsáveis pelas crianças foram orientados presencialmente sobre o uso dos acelerômetros e treinados pelos pesquisadores a colocar os aparelhos nos participantes no início da manhã e remover à noite. As variáveis quantitativas foram expressas como média, desvio padrão e alcance mínimo e máximo. Já as variáveis categóricas foram expressas como porcentagens. Foi utilizado o software SPSS versão 13.0. Para a criação e teste da equação que prevê a distância máxima percorrida no teste de caminhada de 6 minutos, foram estudados 57 pacientes. A equação segue: Distância máxima percorrida = 487.7 (idade × 18,3) - (12 × índice de massa corporal). Não houve diferença significativa na distância percorrida entre os pacientes (500,6 ± 88,7 m) e controles (536,3 ± 94 m). Para a avaliação do nível de atividade física, foram estudados 50 pacientes e 50 controles pareados por idade e sexo. Crianças e adolescentes com AF apresentaram menores níveis de atividade física, maior comportamento sedentário e menor capacidade funcional, comparadas com um grupo controle.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MICHAEL NADSON SANTOS SANTANA
Externo à Instituição - NARA MICHELLE MOURA SOARES
Externo à Instituição - SIMONE SANTANA VIANA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5