UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: INGRID DE MATOS MARTINS
04/06/2019 17:02


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INGRID DE MATOS MARTINS
DATA: 19/06/2019
HORA: 17:00
LOCAL: Sala 47 do PROPADM
TÍTULO: ANÁLISE DOS ELEMENTOS DO ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR DE SERGIPE: POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS
PALAVRAS-CHAVES: Ambiente empresarial. Ecossistema Empreendedor. Empreendedorismo. Startups.
PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO:

Com o objetivo de criar um ambiente favorável ao empreendedorismo e incentivar a inovação em um dado território, os ecossistemas empreendedores têm surgido como ambientes propícios para a criação de novas empresas, principalmente startups, dando espaço para novos negócios e integrando diversos atores em relações cooperativas e flexíveis. Estes atores podem ser universidades, mentores, organizações de apoio ao empreendedorismo, aceleradoras, incubadoras, parques tecnológicos, investidores, dentre outros. Os ecossistemas empreendedores são entendidos como o conjunto de atores interconectados que se unem com o objetivo de mediar e gerir o desempenho dentro do ambiente empresarial local. Entretanto, existe um conjunto de elementos necessários para que os ecossistemas empreendedores obtenham sucesso, sendo eles agrupados em três tipos: elementos culturais, elementos sociais e elementos materiais. Nos últimos dois anos, diversos esforços têm sido realizados por um conjunto de atores para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor no estado de Sergipe. No entanto, para que haja um entendimento sobre a estrutura do sistema, é necessária uma análise do cenário atual do estado quanto ao empreendedorismo. Em conformidade com o exposto, a presente pesquisa tem como objetivo analisar o Ecossistema Empreendedor de Sergipe, de acordo com a presença ou ausência dos elementos críticos de sucesso indicados na literatura, a fim de identificar oportunidades e desafios sob a ótica dos atores mapeados no atual ecossistema empreendedor do estado. Quanto aos procedimentos metodológicos, a pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo exploratório e descritivo. A estratégia usada é o método de estudo de caso único, sendo considerado o Ecossistema Empreendedor do estado de Sergipe. Para a coleta de dados serão utilizadas como fontes de evidência a análise de documentos, relatórios e sites, permitindo a identificação dos atores presentes no ecossistema. Assim, serão aplicados seis tipos diferentes de roteiros de entrevistas semiestruturados junto aos diferentes atores mapeados, de acordo com o papel que estes exercem no ecossistema. Para o tratamento e análise dos dados, a técnica adotada será análise de conteúdo. Espera-se identificar os elementos presentes no ecossistema empreendedor de Sergipe, assim como as possíveis interações entre os atores, permitindo encontrar novas perspectivas e oportunidades para impulsionar o empreendedorismo e aumentar os índices de desenvolvimento econômico e social.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1519365 - MARCO ANTONIO JORGE
Interno - 1224228 - MARIA CONCEICAO MELO SILVA LUFT
Presidente - 1662887 - MARIA ELENA LEON OLAVE
Interno - 277760 - MONICA CRISTINA ROVARIS MACHADO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77