UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: RODRIGO DE FARO SILVA
27/05/2019 14:17


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RODRIGO DE FARO SILVA
DATA: 10/06/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: Efeito terapêutico de preparação farmacêutica nanoencapsulada na dor e funcionalidade de mulheres com osteoartrite de joelho: estudo piloto.
PALAVRAS-CHAVES: Osteoartrite. Joelho. Produtos Biológicos. Hidrogel. Nanotecnologia. Biotecnologia.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A osteoartrite é uma doença degenerativa das articulações que apresenta quadros inflamatórios recorrentes na região acometida. O óleo de Pequi (Caryocar coriaceum Wittm) é rico em ácidos graxos e carotenoides, que possui destacada propriedade anti-inflamatória, e, quando adicionado a biotecnologia aliada a nanotecnologia tem sido empregada buscando melhorar as propriedades terapêuticas de produtos naturais na sua aplicabilidade. O estudo objetivou desenvolver uma formulação farmacêutica contendo o óleo de pequi nanoencapsulado (FOPN) para o uso tópico e avaliar seu efeito terapêutico sobre a dor, força muscular, amplitude de movimento, funcionalidade, sintomas específicos do joelho, envolvimento psicológico na dor crônica e qualidade de vida em mulheres com osteoartrite de joelho. Para realização do estudo, dividiu-se em 2 etapas: Etapa 1 - preparação e caracterização físico-química da FOPN, ensaios de viabilidade celular e irritabilidade cutânea. Etapa 2 - Ensaio clínico randomizado duplo cego (CEP #2.944.209), na qual as pacientes foram divididas em 2 grupos (tratado e placebo) para avaliar a eficácia terapêutica da FOPN após aplicação no joelho de 1 sachê (4g de hidrogel) durante 21 dias de tratamento (1x/dia), foram utilizados os seguintes instrumentos: algômetro de pressão, dinamômetro digital, flexímetro, Time Up And Go (TUG), escala de Lysholm, escala de Catastrofização da dor e questionário SF-36. As pacientes foram acompanhadas durante 3 semanas e a aplicação da formulação foi suspensa após esse período. A partir dos resultados obtidos na caracterização, a nanoformulação apresentou tamanho de partículas de 209,5 ± 1,06 nm, pH 6,23 ± 0,45, potencial zeta de -23,1 ± 0,4 mV, índice de polidispersão de 0,137 ± 0,52, forma esférica com presença da parede polimérica e núcleo oleoso característicos dos componentes da formulação, não apresentou significância estatística quando relacionado a citotoxicidade e irritabilidade cutânea. Quanto à avaliação do efeito terapêutico da FOPN, os resultados foram estatisticamente significantes (p<0,05) quando comparado com o grupo placebo nos seguintes instrumentos analisados: Dinamometria dos músculos flexores e extensores do joelho; Amplitude de movimento total; TUG; Escala de Lysholm e alguns itens do questionário SF-36: capacidade funcional e aspectos sociais. Desta forma, a nanoencapsulação contendo o óleo de pequi permitiu a obtenção de uma formulação estável, segura, não apresentando irritabilidade para uso tópico em humanos. Adicionalmente, o incremento na força muscular e funcionalidade associados à redução dos sintomas do joelho e melhora na qualidade de vida corroboram que esta formulação pode ser uma alternativa terapêutica para tratamento da osteoartrite ou atuar como adjuvante ao tratamento fisioterapêutico convencional.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GABRIELA DAS GRAÇAS GOMES TRINDADE
Externo ao Programa - 2864087 - JADER PEREIRA DE FARIAS NETO
Presidente - 1467719 - LUCINDO JOSE QUINTANS JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5