UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIO CONSTANTINO JERÍ MOLINA
26/02/2019 15:14


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIO CONSTANTINO JERÍ MOLINA
DATA: 27/02/2019
HORA: 13:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Criopreservação do sêmen de ovinos: Desafios e avanços técnico-científicos
PALAVRAS-CHAVES: congelação de sêmen, inseminação artificial, radicais livres, viabilidade espermática, crioprotetor.
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

No mundo atual muitas espécies estão ameaçadas de extinção e erosão genética. Assim, garantir a conservação dos recursos genéticos dos animais é de vital importância com a finalidade de evitar o desaparecimento e descaracterização das espécies e raças garantindo a diversidade genética necessária para a sua manutenção e uso ao longo do tempo e diante dos desafios que se apresentam.

Conhecer e estudar os diferentes genes e a informação que estes transmitem a uma nova geração pode auxiliar os programas de melhoramento genético por meio da seleção daqueles de interesse agropecuário incrementando o ganho genético para características produtivas nos sistemas de produção animal com ajuda das ferramentas biotecnológicas que permitem a multiplicação e difusão destes genes. Na produção animal o macho desempenha um papel crucial contribuindo na distribuição e expansão do material genético através do sêmen conservado para locais distantes mediante o uso de tecnologias aplicadas à reprodução como a inseminação artificial, considerada uma ferramenta de melhor difusão, e de baixo custo para o produtor.

Na ovinocultura o processamento do sêmen dos carneiros conservado por longo prazo por meio da criopreservação possui problemas já que os espermatozoides desta espécie sofrem maiores danos, tanto a nível estrutural e bioquímico, quando comparados com aqueles de outras espécies. A criopreservação promove grande estresse celular impondo condições extremamente desfavoráveis aos espermatozoides no que se refere à manutenção da sua viabilidade. O estresse provocado pela criopreservação leva a perda da estrutura dos lipídios e lipoproteínas, componentes principais da membrana espermática, gera eventos negativos como a, modificação do pH, desequilíbrio iônico, produção excessiva de radicais livres resultando na oxidação de componentes celulares como tióis, cofatores enzimáticos, proteínas, nucleotídeos e lipídeos, principalmente ácidos graxos poli-insaturados desencadeando consequentemente o processo de lipoperoxidação. Todos estes eventos afetam negativamente provocando danos que são percebidos pela diminuição da motilidade, perda da integridade de membrana plasmática, capacitação e reação acrossomal precoce, danos no DNA, apoptose e finalmente prejuízo no processo de fertilização da célula espermática.

Nos últimos anos numerosas alternativas estratégicas foram estudadas para tentar reduzir as diversas alterações frequentes que sofrem as células espermáticas dos carneiros nas diferentes etapas de criopreservação. Têm sido testadas alterações de curvas de resfriamento nas etapas de refrigeração e congelação e de composição do meio diluidor utilizando-se diversos agentes crioprotetores como os penetrantes e não penetrantes além de distintas fontes e concentrações de açucares, lipídios e proteínas para tentar fornecer proteção ideal para os espermatozoides, gerando assim diversos protocolos de congelação. Diferentes caminhos para inibir a oxidação dos espermatozoides têm sido testados através do uso de sustâncias exógenas provenientes de animais e plantas ou de origem sintéticas como antioxidantes, já que os radicais formados a partir deles não são reativos para propagar uma reação em cadeia formando produtos estáveis. Entre estas existem os agentes antioxidantes enzimáticos e não enzimáticos que anulam o danos causados pelas espécies reativas de oxigênio nas células espermáticas assim melhorando as características de boa qualidade dos espermatozoides quando são submetidos a ambientes adversos. Assim também a adição de outros compostos como exemplo ácidos graxos e colesterol, componentes importantes em muitas funções celulares, tornam o espermatozoide mais apto para resistir ao processo de criopreservação por serem elementos que dão estabilidade à célula quando estas são submetidas à manipulação, componentes dos meios e à baixas temperaturas. Todas estas estratégias têm por finalidade principal obter espermatozoides viáveis após a descongelação que possam ser utilizados para inseminação artificial mediante diferentes técnicas que viabilizem a deposição do sêmen no trato feminino em porções mais craniais próximas ao sítio de fertilização e num momento mais próximo à ovulação o que compensaria a sua baixa viabilidade e tempo de sobrevivência e garantiria a sua capacidade de fecundar o oócito e de gerar um indivíduo.

Além da melhoria dos protocolos de criopreservação, outras estratégias tem sido testadas. É sabido que a reprodução animal é multifatorial o que significa que é controlada por vários genes e afetada por fatores ambientais sendo assim, consideradas de baixa herdabilidade. Neste sentido, o uso de marcadores moleculares é uma alternativa de melhoramento genético das características relacionadas à congelação de sêmen. Genes ligados à maior resistência dos espermatozoides à criopreservaçãotêm sido pesquisados nos últimos anos com o propósito de obter maior fertilidade do sêmen congelado e melhor desempenho deste germoplasma frente às biotecnologias da reprodução, permitindo a conservação do recurso genético e garantindo a sustentabilidade do sistema produtivo e a sobrevivência das espécies e raças.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 481.176.765-91 - HYMERSON COSTA AZEVEDO
Interno - 2579494 - LEANDRO TEIXEIRA BARBOSA
Interno - 2483844 - RENATA SILVA MANN
Externo ao Programa - 1645905 - ANSELMO DOMINGOS FERREIRA SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2