UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: AIRLA CARLA PIRES DE SIQUEIRA
11/02/2019 16:51


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AIRLA CARLA PIRES DE SIQUEIRA
DATA: 27/02/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Aula do Laboratório de Flavor
TÍTULO: Perfil Volátil das Tangerinas Murcote (c. Reticulada X C. Sinensis) e Ponkan (Citrus Reticulada Blanco) por SPME e SBSE.
PALAVRAS-CHAVES: ponkan, murcote, compostos voláteis, SBSE, SPME
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Química, Física, Fisico-Química e Bioquímica dos Alim. e das Mat-Primas Alimentares
RESUMO:

O Brasil é o maior produtor de frutas cítricas, sendo elas os principais produtos dacadeia de exportação agroindustrial. O cultivo das tangerinas ocupa a segunda posiçãoentre os cítricos mais produzidos no país e possui a maior faixa de adaptação climatéricauma vez que são plantas flexíveis as variações da temperatura ambiente. O consumo datangerina é muito apreciado pelo brasileiro na sua forma in natura, tendo umpredomínio refrescante e um grande valor nutricional, já que é rica em vitaminas efibras. Existem diversas variedades de tangerina ao redor do mundo, sendo as duas maisconsumidas as variedades Ponkan e Murcott. No entanto, não foram encontradostrabalhos que apresentassem as diferenças na composição volátil dessas variedades.Assim sendo, o objetivo desse trabalho foi analisar e identificar os compostos voláteisda polpa de duas variedades de Tangerina: Ponkan e Murcote in natura porcromatografia gasosa por meio das 2 técnicas de SPME e SBSE; percebendo assim asdiferenças aromáticas entre elas. A extração da polpa foi realizada de frutos madurosdas duas variedades. Foram realizadas as análises químicas: umidade, cinzas, lipídeos,pH, proteínas, acidez total e sólidos solúveis, segundo as normas analíticas do InstitutoAdolfo Lutz. A determinação dos compostos voláteis foi realizada pela técnica deSPME e SBSE utilizando duas fases de twisters (PDMS e EG silicone). Utilizando adata base do NIST (National Institute of Standards and Technology) e o índice deretenção, a identificação dos compostos foi realizadas. As polpas de ponkan e murcottapresentaram diferiram significativamente entre si para os parâmetros de pH, acidez,teor de sólidos solúveis, lipídeos, cinzas, ratio e umidade, sendo similares para cada
variedade em outros trabalhos da literatura. Para as análises de compostos voláteis,foram identificados por SPME 52 e 67 compostos, sendo os compostos de maior área oD-limoneno (69,837%) e γ-terpineno (10,792%) para a Ponkan e D-linomeno (90,17%)para a Murcott. A técnica de SBSE extraiu para o twister PDMS com a tangerinaponkan 68 e 102 compostos, nos modos submerso e headspace, respectivamente. Noentanto, para a variedade murcott foram identificados 52 e 34 compostos, nos modossubmerso e headspace, respectivamente. Para os twisters com fase EG-silicone aquantidade de compostos foi menor em decorrência da menor afinidade da fase com oscompostos extraídos. Os compostos em maior presença detectados pela técnica deSBSE foram o D-limoneno, linalol e α-terpineol para todos os twisters nas duasvariedades de tangerina.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2505573 - LUCIANA CRISTINA LINS DE AQUINO SANTANA
Externo à Instituição - MARIA TEREZINHA SANTOS LEITE NETA
Presidente - 6330812 - NARENDRA NARAIN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9