UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: CHRISTEAN SANTOS DE OLIVEIRA
11/02/2019 16:34


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CHRISTEAN SANTOS DE OLIVEIRA
DATA: 25/02/2019
HORA: 10:30
LOCAL: Sala de Aula do Laboratório de Flavor
TÍTULO: Determinação da Atividade Antioxidante e Caracterização do Perfil Metabolômico da Casca, Semente e Polpa de Diferentes Variedades Brasileiras do Abacate (Persea americana) por Cromatografia Líquida Acoplada à Espectrometria de Massa.
PALAVRAS-CHAVES: Fenólicos, Bioativos, Abacate, Cromatografia, Espectrometria
PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Química, Física, Fisico-Química e Bioquímica dos Alim. e das Mat-Primas Alimentares
RESUMO:

A agroindústria mundial produz uma quantidade imensa de resíduos que são, emgrande parte, descartados de forma indevida causando danos ao meio ambiente. À cada anohá um crescimento muito alto na área agroindustrial aumentando sua produção e porconsequência a quantidade de resíduos. Dessa forma, faz-se necessário investigarpossibilidades para reutilização desses resíduos, bem como avaliar se estes possuemqualidades nutricionais que possam ser aplicadas ao seu consumo. Neste contexto insere-se afruta abacate (Persea americana), que possui um mercado consumidor mundial bastanteexpressivo e que chama atenção pela sua importância econômica na maioria dos estadosbrasileiros. Possuindo mais de 50 espécies conhecidas, o abacate tem como principaisvariedades brasileiras Quintal, Fortuna, Geada, Margarida e Breda. O presente trabalhopropõe traçar o perfil metabolômico do abacate, expondo a presença de compostos bioativosem sua polpa e seus resíduos através de determinações clássicas de atividade antioxidante eteor de fenólicos totais onde foi constatado que os maiores valores de fenólicos encontram-senas sementes, sendo o maior deles (83,38mg GAE/g) na variedade Margarida e flavonoidestotais com valores mais baixos sendo 6,90mg QE/g o maior valor encontrado que estápresente na casca da variedade Geada. Com a caracterização físico-química pôde-se observarque os maiores teores de umidade se encontram na polpa (valores em torno de 83,29%) comexceção da variedade Margarida que a semente apresentou umidade (60%) maior que a polpa(36,31%) e a casca (34,68%). O teor de sólidos solúveis com valores em torno de 9°Brix mostrao estado de maturação ótimo para colheita. O maior teor de lipídio (11,43%) foi encontrado napolpa da variedade Breda. A identificação e quantificação dos compostos bioativos através detécnicas modernas como a cromatografia líquida de alta eficiência acoplada à técnica deespectrometria de massas (LC-MS) apresentou compostos como ácido clorogênico(2,61mg/mL), catequina (1,92mg/mL) na variedade Geada e ácido succinico (2,31mg/mL) na Margarida em concentrações razoáveis despertando o interesse pelas propriedades dessescompostos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Externo à Instituição - MARIA TEREZINHA SANTOS LEITE NETA
Presidente - 6330812 - NARENDRA NARAIN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9