UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LARISSA SOARES DE QUEIROZ
08/02/2019 15:58


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA SOARES DE QUEIROZ
DATA: 27/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 47 - PROPADM
TÍTULO: INTENÇÃO DE COMPRA NO SOCIAL COMMERCE: UM ESTUDO SOBRE A PERSPECTIVA DOS CONSUMIDORES BRASILEIROS
PALAVRAS-CHAVES: Social Commerce; Mídias Sociais; Comércio Eletrônico; Adoção de Tecnologia; Intenção de Compra.
PÁGINAS: 147
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração de Setores Específicos
RESUMO:

A aderência dos usuários de Internet as plataformas de mídias sociais para interação com pares, geração e compartilhamento de conteúdo tem modificado as formas de comunicação, trabalho, relacionamento e entretenimento dos indivíduos, de modo que essas ferramentas são cada vez mais utilizadas para fins diferenciados, inclusive fins comerciais. Nesse sentido, o emprego das mídias sociais nas relações comerciais funciona como um veículo para o surgimento do fenômeno denominado social commerce (comércio social). O social commerce associa atividades online comerciais e sociais para apoiar consumidores no processo de decisão de compra e consumo de bens e serviços, sendo reconhecido como uma segunda geração de comércio eletrônico em que a relação empresa-consumidor é mais interativa. No cenário nacional, o comércio social é uma perspectiva emergente passível de investigação quanto as possibilidades de adoção por parte dos consumidores online. Na esteira desses fatos, este estudo propõe-se a verificar de que modo os componentes do social commerce, relacionados ao apoio social, presença social e fluxo, influenciam a confiança e, consequentemente, a intenção de compra online por parte dos consumidores. Para tanto, utiliza-se como modelo de pesquisa uma adaptação das propostas teóricas de Hajli (2015) e Dzahaban e Shihab (2016). No intuito de verificar as relações causais do modelo proposto, o estudo assumiu, em termos de procedimentos metodológicos, uma natureza quantitativa, uma abordagem descritiva e correlacional, optando pelo survey como estratégia de pesquisa. Utilizou-se portanto na coleta de dados um questionário online com 31 indicadores referentes ao modelo teórico proposto, dentre outros itens. Foi alcançada uma amostra não probabilística, por auto seleção, de 232 respondentes brasileiros, usuários do Facebook, que buscam informações sobre produtos em mídias sociais e são consumidores online. Os dados foram submetidos a análise por meio de estatística descritiva e modelagem de equações estruturais. Os achados indicam a viabilidade das relações entre os construtos, de modo que cada um contribui para a composição do modelo de pesquisa e da Intenção de Compra. Das nove hipóteses testadas, oito foram estatisticamente suportadas e evidenciou-se caminhos estruturais e sociais no modelo final pelos quais o consumidor online brasileiro pode ter a intenção de comprar no Facebook. Dentre as contribuições dos resultados da pesquisa, percebeu-se que a influência da Confiança sobre a Intenção de Compra é potencializada pela experiência do consumidor online e o Apoio Social é uma das variáveis mais relevantes para os usuários brasileiros do Facebook na adoção de comércio social. Por fim, confirma-se a possibilidade de compras em mídias sociais, como o Facebook, por meio das ferramentas que permitem a interação dos usuários, uma experiência positiva e a geração de confiança em compromissos transacionais estabelecidos entre as partes em uma rede social virtual.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 6252676 - DEBORA ELEONORA PEREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - FRANCISCO VICENTE SALES MELO
Presidente - 1224228 - MARIA CONCEICAO MELO SILVA LUFT

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5