UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JEFFERSON SAULO DA VITÓRIA LUDUVICE
08/02/2019 11:52


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JEFFERSON SAULO DA VITÓRIA LUDUVICE
DATA: 26/02/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 06, Bloco A, Departamento de Biologia da UFS
TÍTULO: Ecologia trófica da ictiofauna em diferentes microhabitats em um riacho costeiro de Mata Atlântica no Nordeste do Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Nicho Trófico, vegetação ripária, teias tróficas
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

A ecologia trófica da ictiofauna em um riacho pode estar relacionada à presença ou ausência de mata ciliar e vegetação aquática, e principalmente pela disponibilidade de recursos no ambiente. As características das espécies de uma comunidade indicam a sua adequabilidade às condições locais, sugerindo a atuação de filtros ambientais que selecionam as espécies de acordo com suas características. O objetivo do presente estudo é comparar a estrutura trófica da comunidade de peixes de um riacho de Mata Atlântica em um trecho preservado e outro impactado na bacia hidrográfica do rio Piauí. Foram amostradas duas localidades no riacho Tabocas, distantes entre si em aproximadamente 100 metros. Em cada localidade foram escolhidos quatro microhábitats para serem amostrados. Coletas bimestrais (março/2018 a Janeiro/2019) padronizadas foram realizadas em cada um dos microhábitats e em cada um deles foram definidos dois lances de arrastos (10 m de comprimento, malha 5 mm). Os espécimes coletados nos arrastos foram anestesiados com eugenol, fixados em formol a 10% e posteriormente transferidos para álcool 70%. Em laboratório dez espécimes de cada espécie por ponto amostral e por coleta serão selecionados aleatoriamente para biometria e análise do conteúdo estomacal. Os itens alimentares serão identificados e quantificados volumetricamente. Na análise de dados, será calculada a abundância e frequência das espécies coletadas, a riqueza e diversidade de itens consumidos, a partir do índice de diversidade de Simpson (D) no programa R através do pacote Vegan para caracterizar o espectro alimentar em cada ponto e período amostral. A proporção volumétrica de itens consumidos em cada uma das categorias taxonômicas de itens será obtida verificando se há diferença entre os pontos e períodos através da análise de similaridade ANOSIN (two-way) e os itens responsáveis pela variação serão identificados no SIMPER utilizando o software PRIMER. Também será calculada a proporção de itens alóctones e autóctones, e o Índice Alimentar (IAi%) de cada espécie para avaliar a importância dos itens alimentares. As espécies serão agrupadas em guildas tróficas de acordo com a similaridade na dieta a partir de uma análise cluster utilizando a média não ponderada de uma matriz de Distância Euclidiana, com o software PRIMER. A partilha de recursos alimentares será obtida de acordo com o cálculo das sobreposições alimentares pareadas com o auxílio do programa Ecosim 700, e as teias tróficas bipartidas construídas para dois limiares de ligação (LT=0,00 e 0,05) serão visualizadas no programa Pajek.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1687626 - MARCELO FULGENCIO GUEDES DE BRITO
Interno - 1543186 - RENATO GOMES FARIA
Externo à Instituição - MÔNICA CENEVIVA BASTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9