UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: NAIANE SANTOS BARRETO
06/02/2019 16:31


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAIANE SANTOS BARRETO
DATA: 15/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Anfiteatro do Escritório de apoio da Embrapa Semiárido, Centro de convenções, Petrolina-PE
TÍTULO: Aplicação da técnica de espectroscopia do visível e infravermelho próximo (VIS/NIR) no controle da qualidade de vinhos produzidos no Vale do São Francisco
PALAVRAS-CHAVES: Vitis vinífera L, vinho tropical, espumante, vitivinicultura tropical, DESIR (Dry Extract System for Infrared)
PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Avaliação e Controle de Qualidade de Alimentos
RESUMO:

Compostos fenólicos, notadamente antocianinas e taninos, juntamente com os ácidos orgânicos, estão entre os principais responsáveis pela qualidade sensorial e estabilidade de vinhos. Entretanto, os métodos disponíveis para a determinação desses compostos são pouco utilizados pelas vinícolas, pois em geral se baseiam em técnicas colorimétricas e cromatográficas, que são relativamente complexas, demoradas e de alto custo, utilizam reagentes tóxicos e muitas vezes requererem preparo de amostra, dificultando que as empresas realizem avaliação eficiente do controle da qualidade de seus produtos. Neste sentido, como alternativa as análises tradicionais, a presente pesquisa objetiva explorar o uso da técnica de espectroscopia do visível e infravermelho próximo (Vis/NIR) para o controle da qualidade de vinhos tintos, rosés, brancos e espumantes tropicais produzidos na região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco, localizada no semiárido do Nordeste brasileiro, abrangendo os de Pernambuco e Bahia. Adicionalmente, será proposta a utilização de equipamentos portáteis e de baixo custo, que possam ser facilmente adquiridos pelas vinícolas. Utilizando quimiometria e os resultados das análises físico-químicas propostas como referência, esta técnica poderá gerar modelos robustos, capazes de predizer parâmetros utilizados pela legislação como padrões de qualidade para o produto, tais como: pH, acidez total e volátil, teor de dióxido de enxofre livre e total, densidade, açúcares totais e teor alcóolico. Além disso, objetiva-se construir modelos que sejam capazes de quantificar compostos fenólicos totais e isolados, ácidos orgânicos e também avaliar a capacidade antioxidante do vinho. Mundialmente, a espectroscopia de infravermelho próximo vem sendo muito utilizada para a análise de vinhos, devido principalmente a sua simplicidade, rapidez, versatilidade, confiabilidade e baixo custo. Os modelos de calibração multivariada serão obtidos utilizando Regressão por Mínimos Quadrados Parciais (PLS) e Máquinas de vetores de Suporte por Mínimos Quadrados (LS-SVM), empregando no mínimo 100 amostras para a modelagem. O desempenho preditivo dos modelos será avaliado na etapa de validação externa, empregando-se um conjunto de amostras independentes, considerando os valores da raiz quadrada do erro médio quadrático de previsão (RMSEP) e do coeficiente de determinação (R2). A técnica DESIR (Dry Extract System for Infrared) será utilizada para secagem e concentração das amostras, visando a obtenção de espectros isentos de água e que permitam a quantificação individual de analitos presentes em baixa concentração no vinho.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 225.961.678-08 - ALINE TELLES BIASOTO MARQUES
Externo à Instituição - ANA CECÍLIA POLONI RYBKA
Interno - 681.817.794-87 - MARIA AUXILIADORA COÊLHO DE LIMA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9