UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 14 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: HAMILTON FERREIRA BARRETO
31/01/2019 12:56


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HAMILTON FERREIRA BARRETO
DATA: 26/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: Ameaças sobre primatas da Mata Atlântica Brasileira: efeitos sobre dinâmica populacional e risco de extinção
PALAVRAS-CHAVES: Análise de Viabilidade Populacional; Modelagem de Distribuição de Espécie; viabilidade populacional; adequabilidade de habitat.
PÁGINAS: 20
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

As atividades humanas são grandes ameaças a biodiversidade, causando perda, degradação e fragmentação de habitat, como também a superexploração de espécies, disseminação de doenças, intensificação de mudanças climáticas, elevando assim as taxas de extinção. A Mata Atlântica brasileira é um dos ecossistemas que vem sendo altamente destruído por ações antrópicas, com uma alta biodiversidade e com um remanescente florestal original a baixo de 30% é considerado um dos hotspots de biodiversidade. A grande maioria dos primatas está em ambientes tropicais, mais da metade que se encontra na Mata Atlântica brasileira está ameaçada. Visto que as ações antrópicas são impulsionadoras do risco de extinção, tem se tornado cada vez mais comum utilizar de projeções para saber como as populações de espécies ameaçadas podem responder as alterações. Numa perspectiva espacial uma ferramenta que vem sendo bastante utilizada é a Modelagem de Distribuição de Espécie (SDM), de um ponto de vista temporal, a abordagem mais amplamente utilizada é a Análise de Viabilidade Populacional (AVP). Com isso, este trabalho tem por objetivo geral avaliar, através de simulações de dinâmica populacional e de modelos de distribuição de espécies, o efeito de múltiplas ameaças sobre as populações de primatas em risco de extinção da Mata Atlântica. Tantos o SDM quanto a AVP serão produzidas para cada espécie de forma individual, para a Modelagem de Distribuição de Espécie será utilizado o método Maxent, que estima a provável distribuição de uma espécie alvo encontrando a probabilidade de distribuição de máxima entropia a partir de dados de apenas presença. Para Análise de Viabilidade Populacional será utilizado o software Vortex, que simula os efeitos determinísticos e estocásticos (demográficos, ambientais e genéticos) em populações selvagens, modelando a dinâmica populacional a partir dos dados especificado pelo usuário. Como resultado, é esperado apresentar um conjunto de possíveis cenários sobre a dinâmica populacional das espécies alvo indicando suas respectivas viabilidades populacionais, além disso apontar populações que permanecerão em ambientes adequados no tempo proposto.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DAVI MELLO CUNHA CRESCENTE ALVES
Externo à Instituição - MAXWELL SOUZA SILVEIRA
Presidente - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b