UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: BRUNA MARIA SANTOS DE OLIVEIRA
31/01/2019 09:39


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNA MARIA SANTOS DE OLIVEIRA
DATA: 22/02/2019
HORA: 08:00
LOCAL: SALA 1 - PPGAGRI
TÍTULO: Caracterização, sazonalidade e atividade inseticida de óleos essenciais de acessos de Varronia curassavica Jacq.
PALAVRAS-CHAVES: Cordiaceae; Germoplasma; Planta aromática; Óleo volátil; Atividade biológica; Formicidae.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Objetivou-se caracterizar morfoagronomicamente e analisar composição química do óleo essencial (OE) de 27 acessos de arronia curassavica, colhidos nas épocas chuvosa (julho de 2015) e seca (Janeiro de 2016) do Banco Ativo de Germoplasma de Plantas Medicinais e Aromáticas da UFS, e avaliar os efeitos letais e sub-letais do óleo essencial de seis genotipos de V. curassavica e seus constituintes E-cariofileno e α-humuleno sobre a formiga Dorymyrmex thoracicus, uma espécie encontrada em ambientes urbanos e que pode causar danos à saúde humana. A caracterização morfológica foi realizada em campo, através da avaliação da altura da planta; largura da copa; formato da copa; diâmetro do caule; cor do caule; e relação comprimento/largura das lâminas foliares; e cor das folhas, pétalas e sépalas. A caracterização agronômica e química foi realizada a partir dos óleos essenciais extraídos de folhas secas por hidrodestilação em aparelho Clevenger analisados por CG/MS-DIC. Bioensaios de toxicidade por fumigação e de atividade locomotora em arenas parcialmente tratadas foram realizados. Existe variabilidade fenotípica dos acessos de erva-baleeira. Sete grupos distintos foram formados na análise de agrupamento realizada a partir dos caracteres avaliados, a coloração das folhas apresentaram diferentes tonalidades de verde, maior rendimento do OE foi observado para VCUR-504 com 11,71 mL/planta. Os acessos VCUR-103 e VCUR-001 foram os mais divergentes, enquanto VCUR-404 e VCUR-401 os mais semelhantes. Cinquenta e um compostos foram detectados acima de 1% nos OE. Foi definida, a formação de sete grupos químicos nas duas épocas de colheita. Os grupos foram caracterizados pela presença dos seguintes compostos químicos: grupo 1 - pelo composto 7-ciclodecen-1-ona,7-metil-3-metileno-10-(1-propil); grupo 2 - E-cariofileno e α-turmerona; grupo 3 - por 7-ciclodecen-1-ona,7-metil-3-metileno-10-(1-propil), α-turmerona e E-cariofileno; grupo 4 - shyobunol e germacreno D-4-ol; grupo 5 - E-cariofileno, viridiflorol e α-zingibereno; grupo 6 - sabineno, E-cariofileno e biciclogermacreno; e grupo 7 - α-pineno e E-cariofileno. Observou-se pequenas variações quantitativas dos constituintes químicos dos óleos essenciais dos acessos, de uma época para a outra. Apenas os acessos VCUR-302 e VCUR-502 apresentaram alteração na composição química dos seus óleos essenciais; estes dois acessos migraram do grupo 5, na época chuvosa, para o grupo 6, na época seca. O acesso VCUR-105 apresentou maior teor de óleo essencial na época chuvosa (3,20%) enquanto que para a época seca, além do VCUR-105 (2,84%), os acessos VCUR-003 (2,78%) e VCUR-101 (2,73%) se mostraram produtivos. Os compostos bioativos α-humuleno e E-cariofileno foram detectados em todos acessos e em ambas épocas. As concentrações letais encontradas para matar 50% da população de D. thoracicus variaram de 0,692 a 2,481µL L-1 para os OEs e de 3,754 e 1,493 µL L-1 para os compostos E-cariofileno e α-humuleno. De modo geral, os OEs de V. curassavica causaram repelência e afetaram a atividade locomotora das formigas. Nossos resultados indicam que os OEs de V. curassavica são uma fonte promissora para o controle da formiga urbana D. thoracicus.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Interno - 052.892.806-69 - DANIELA APARECIDA DE CASTRO NIZIO
Externo à Instituição - JOSÉ MAGNO QUEIROZ LUZ
Interno - 1692351 - LEANDRO BACCI
Externo à Instituição - MARCELO DA COSTA MENDONCA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e