UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: CAIO DE ALCÂNTARA CAMPOS
30/01/2019 09:02


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAIO DE ALCÂNTARA CAMPOS
DATA: 19/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO: Efeito anti-hiperalgésico e anti-inflamatório dos complexos de inclusão de citral em β-ciclodextrina e hidroxipropil-β-ciclodextrina
PALAVRAS-CHAVES: citral; ciclodextrinas; anti-hiperalgésico; anti-inflamatório.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O citral (CIT) é um monoterpeno formado pelos estereoisômeros geranial e neral, considerado composto majoritário do óleo essencial da Cymbopogon citratus, conhecida como capim-limão, e tem demonstrado potenciais efeitos anti-hiperalgésico, anti-nociceptivo e anti-inflamatório. Entretanto, o CIT apresenta alta volatilidade, baixa solubilidade em água e consequente baixa biodisponibilidade, o que limita sua utilização. Diante disso, este estudo teve o objetivo de preparar, caracterizar e avaliar a viabilidade celular (citotoxicidade) in vitro e os efeitos anti-hiperalgésico e anti-inflamatório in vivo do CIT livre e complexado em β-ciclodextrina (β-CD) e hidroxipropil-β-ciclodextrina (HP-β-CD). Foram obtidos mistura física (MF) e complexos de inclusão por liofilização (LI) do CIT/β-CD e CIT/HP-β-CD na razão molar de 1:1, caracterizados físico-quimicamente e morfologicamente e realizada eficiência de complexação por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. Com os complexos obtidos por LI foi realizado um ensaio de viabilidade celular por técnica da redução da rezasurina em macrófagos J774 e também a avaliação, em camundongos, da atividade motora por meio do aparato rota rod e da hiperalgesia mecânica e pleurisia induzidas por carragenina. Os dois complexos obtidos com ambas as ciclodextrinas pelo método da LI demonstraram bons perfis de complexação observados na caracterização e a eficiência de complexação do CIT/β-CD foi maior que a do CIT/HP-β-CD (78,6% e 71,7%, respectivamente). O CIT e complexos CIT/β-CD e CIT/HP-β-CD apresentaram viabilidade celular in vitro e não interferiram na atividade motora dos camundongos. CIT, CIT/β-CD e CIT/HP-β-CD apresentaram atividade anti-inflamatória observada no experimento da pleurisia pela redução do número de leucócitos totais e dos níveis de TNF-α e o complexo CIT/β-CD apresentou melhor atividade anti-hiperalgésica entre os três compostos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2445308 - ADRIANO ANTUNES DE SOUZA ARAUJO
Externo ao Programa - 2137199 - PAULA SANTOS NUNES
Interno - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307