UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ALEX SOUZA DE JESUS
28/01/2019 15:51


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEX SOUZA DE JESUS
DATA: 22/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Composição química e bioatividade do óleo essencial das folhas de Genipa americana L. sobre Aceria guerreronis Keifer (Acari: Eriophyidae)
PALAVRAS-CHAVES: potencial acaricida, ácaro-da-necrose-do-coqueiro, quimiodiversidade, terpenos, jenipapo, frutas tropicais.
PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O jenipapeiro (Genipa americana L. – Rubiaceae) é uma espécie frutífera nativa, com distribuição na América Central e do Sul, e de cultivo predominantemente extrativista. Compostos com ação farmacológica como taninos, manitol, metil-ésteres e iridóides, são alguns dos metabólitos encontrados nos extratos vegetais desta rubiácea. Devido ao uso popular da espécie e do potencial terapêutico verificado em estudos químicos e farmacológicos, objetivou-se identificar a composição química e avaliar a atividade acaricida do óleo essencial e do extrato metanólico das folhas de G. americana em Aceria guerreronis (Acari: Eriophyidae). O ácaro-da-necrose-do-coqueiro é uma praga-chave da cultura do coqueiro (Cocos nucifera L.), da qual o Brasil possui destaque na produção mundial. O óleo essencial foi obtido das folhas frescas coletas no Banco Ativo de Germoplasma de Jenipapo da Embrapa e submetidas à hidrodestilação. A identificação e quantificação dos componentes do óleo essencial foi realizada por Cromatografia gasosa/Espectrômetro de massas (CG/EM). Para os bioensaios de concentração-mortalidade, adultos do ácaro-da-necrose-do-coqueiro foram submetidos a concentrações crescentes do óleo essencial de G. americana. Complementarmente à toxicidade foi avaliada a repelência por meio da liberação de ácaros no centro de uma arena com metade pulverizada e outra não pulverizada. Identificou-se monoterpenos, sesquiterpenos, aldeídos e ácidos graxos como principais componentes. O óleo essencial (CL50= 0,41mg/mL; CL90= 6,43 mg/mL) e o extrato metanólico (CL50= 0,60 mg/mL; CL90= 16,69 mg/mL) foram tóxicos ao ácaro-da necrose-do-coqueiro. Os valores estimados de CL50 e da CL90 repeliram o ácaro-da-necrose após 24 horas de exposição, com maior percentual de repelência para o óleo essencial. Conclui-se que os compostos do óleo essencial das folhas de G. americana neste estudo, possuem potencial para desenvolvimento de um produto para auxiliar o controle do ácaro-da-necrose-do-coqueiro em campo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 638.148.201-00 - ADENIR VIEIRA TEODORO
Interno - 523.499.506-20 - ANA DA SILVA LEDO
Presidente - 461.265.383-15 - ANA VERUSKA CRUZ DA SILVA MUNIZ
Externo à Instituição - LEANDRO EUGÊNIO CARDOMONE DINIZ
Externo à Instituição - SHÊNIA SANTOS SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e