UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ALLANA MELLYSE BARBOSA RODRIGUES
23/01/2019 14:03


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALLANA MELLYSE BARBOSA RODRIGUES
DATA: 28/02/2019
HORA: 08:00
LOCAL: SALA 1 - PPGAGRI
TÍTULO: Spondias tuberosa: ASPECTOS FÍSICOS, FISIOLÓGICOS E DIVERSIDADE GENÉTICA EM LOTE DE SEMENTES COMERCIAIS
PALAVRAS-CHAVES: umbu, condicionamento osmótico, diversidade
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A região Nordeste é a que mais se destaca no extrativismo vegetal brasileiro, visto que esta atividade faz parte da renda dos pequenos agricultores locais. Entre as frutíferas de importância socioeconômica para a região, tem-se o umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda Câmara), espécie que vem sofrendo com a forte atividade extrativista e correndo risco de entrar para lista de espécies ameaçadas de extinção. Além da ocorrência do extrativismo desordenado, a espécie possui uma germinação lenta e desuniforme, fato que dificulta sua propagação em larga escala. Nesse contexto, objetivou-se realizar prospecção tecnológica da espécie, a caracterização física e fisiológica das sementes, avaliar o efeito do condicionamento fisiológico sobre a germinação e estimar a diversidade genética em lote de sementes comerciais de umbu. Para a caracterização física foram determinados o teor de água, a biometria e o peso de mil sementes. A viabilidade e vigor das sementes foram determinados avaliando-se a condutividade elétrica, o índice de velocidade de germinação (IVG), a porcentagem de germinação (%G), o tempo médio de germinação (TMG), o comprimento (CP) e a massa seca (MSP) de plântula. O condicionamento fisiológico foi realizado utilizando-se polietilenoglicol 6000 (PEG a -0,2 MPa), PEG + Manitol e PEG + Glucose, e o hidrocondicionamento; nos períodos de 24, 48, 72, 96 e 120 horas; além da testemunha (sementes secas). Após o condicionamento estimou-se a %G, IVG, TMG, CP e MSP. Para os estudos de diversidade genética foram empregados marcadores moleculares ISSR. O teor de água das sementes foi de 12,80% e estas possuem, em média, largura de 20,80 mm, comprimento de 23,28 mm e espessura de 13,03 m, com peso médio de mil sementes de 1561,96 g. Na caracterização da qualidade inicial a condutividade elétrica das sementes com quebra de dormência, quando acondicionadas a 25°C por 24h, foi de 59,04 μS cm -1 g -1 , IVG de 0,85, %G de 64%, TMG de 19 dias, CP de 17,68 cm e MSP de 1,32 g. Não houve diferença dos tratamentos pré-germinativos quando comparados com a testemunha. Houve relativa diversidade genética no lote analisado.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - HELOISA OLIVEIRA DOS SANTOS
Presidente - 2483844 - RENATA SILVA MANN
Interno - 2350431 - ROBERIO ANASTACIO FERREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e