UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ANA LETÍCIA SIRQUEIRA NASCIMENTO
23/01/2019 13:53


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA LETÍCIA SIRQUEIRA NASCIMENTO
DATA: 22/02/2019
HORA: 08:30
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Diversidade genética, fenologia, atributos de qualidade e compostos bioativos em cambuizeiros diferenciados pela coloração do fruto
PALAVRAS-CHAVES: Myrtaceae, frutificação, ISSR, DPPH
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O cambuizeiro (Myrciaria tenella O. Berg) é uma frutífera tropical, nativa do Brasil. Os frutos são pequenos, suculentos e carnosos e apresentam potencial para consumo in natura e industrial com propriedades funcionais à saúde humana. Para ampliar o conhecimento da variabilidade desta espécie e dar suporte à sua domesticação, o presente trabalho foi desenvolvido com objetivo de avaliar a diversidade genética, a fenologia de frutificação, atributos de qualidade e compostos bioativos em cambuizeiros diferenciados pela coloração do fruto. O material vegetal foi proveniente de população in situ localizada no Campo Experimental da Embrapa Tabuleiros Costeiros, no município de Itaporanga d’Ajuda, SE. A diversidade genética foi estimada por 15 primers ISSR. A avaliação fenológica da frutificação foi conduzida de janeiro a abril de 2018, e em março houve a colheita dos frutos, que foram avaliados de acordo com a coloração indicativa do estádio de maturação. As características avaliadas foram: peso, comprimento e largura dos frutos; número de sementes; pH; sólidos solúveis; acidez titulável e o teor de vitamina C. No processo de extração de compostos fenólicos dos frutos e sua atividade antioxidante foi utilizado o método de extração sob pressão atmosférica e por líquido pressurizado. Foram quantificados os conteúdos de fenóis totais, flavonoides e atividade antioxidante pelo método DPPH. Não foi encontrada uma marca molecular específica que caracterize a coloração dos frutos, entretanto foi observado que há alta diversidade genética entre os indivíduos avaliados. Os frutos do tipo roxo apresentaram resultados nos atributos de qualidade superiores ao demais. Foram identificados oito compostos pela análise UPLC-QTOF-MSE, a maioria derivados de ácido elágico e elagitaninos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 461.265.383-15 - ANA VERUSKA CRUZ DA SILVA MUNIZ
Externo à Instituição - EVANDRO NEVES MUNIZ
Externo à Instituição - KLEBSON SILVA SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2