UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 07 de Dezembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: THAÍS REGINA SILVA RIBEIRO
16/01/2019 09:42


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAÍS REGINA SILVA RIBEIRO
DATA: 28/01/2019
HORA: 09:30
LOCAL: Miniauditório do CCET
TÍTULO: ESTUDO DA ADSORÇÃO EM FASE LÍQUIDA DO VERMELHO DO CONGO SOBRE ADSORVENTES MICRO E MESOPOROSOS CONTENDO LANTÂNIO
PALAVRAS-CHAVES: Adsorção, vermelho do congo, materiais micro e mesoporosos, lantânio
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Tecnologia Química
RESUMO:

Adsorventes micro e mesoporosos do tipo NaY e MCM-41, e contendo lantânio (LaNaY e LaMCM-41) foram desenvolvidos via síntese hidrotérmica, impregnação e mecanossíntese visando aplicação na adsorção de corantes têxteis industriais. As propriedades estruturais e morfológicas foram caracterizadas por difratometria de raios-X e adsorção/dessorção de N2 a 77K, respectivamente. A adsorção/dessorção de N2 à 77 K indicou que os adsorventes microporosos possuem isotermas do tipo I e os adsorventes mesoporosos possuem isotermas do tipo IV com perfil de histerese do tipo H4, resultados esses condizentes com os perfis encontrados na literatura para esses tipos de materiais. Além disto, foram estimados as áreas superficiais especificas, volume e distribuição de tamanho de poros pelos métodos BET e BJH, respectivamente. Os resultados de difração de raios-X mostraram os principais picos características das amostras dos adsorventes micro e mesoporos e também os picos característicos relativos da presença do óxido de lantânio. A cinética de adsorção foi avaliada utilizando os dados de capacidade de adsorção em função do tempo por um modelo não linear de pseudo-primeira ordem para diferentes concentrações do corante vermelho do congo (10, 20 e 30 mg L-1). Foi observado que sistemas com menores concentrações de corante (10 e 20 mg L-1) atingiram o equilíbrio entre 40 e 90 minutos, enquanto para o sistema com maior concentração de corante (30 mg L-1) este tempo foi atingido em torno de 20 minutos. Os dados de capacidade de adsorção em diferentes concentrações foram correlacionados pelos modelos de Langmuir e Freundlich, a fim de se obter os parâmetros de equilíbrio de adsorção dos sistemas estudados. O modelo de Langmuir foi o que melhor se ajustou ao sistema com adsorventes mesoporosos e o sistema com adsorventes microporosos apresentou melhor correlação com o modelo de Freundlich. O adsorvente LaMCM-41 apresentou eficiência de adsorção significativamente maior que a do adsorvente LaNaY, o que está correlacionado com sua maior área superficial específica, volume e diâmetro de poro. Os resultados dos testes de adsorção mostraram que, embora todos os materiais apresentem características favoráveis ​​ao processo de adsorção, os adsorventes LaNaY e LaMCM-41 estudados obtiveram melhor desempenho de remover o corante vermelho do congo em meio aquoso, sendo a eficiência de remoção do corante dependente da área superfícial de contato disponível para interação com o corante. Os resultados sugerem que os sistemas estudados podem ser promissores na captura dos corantes descartados pelas indústrias têxteis, representando uma alternativa tecnológica ao tratamento desses efluentes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1515782 - MARCELO JOSE BARROS DE SOUZA
Interno - 2222671 - PEDRO LEITE DE SANTANA
Externo ao Programa - 2555266 - ANNE MICHELLE GARRIDO PEDROSA DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18160-36a7f68df5