UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALEXANDRE AUGUSTO FERNANDES
27/11/2018 11:19


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEXANDRE AUGUSTO FERNANDES
DATA: 19/12/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: LEAPA: SISTEMATIZAÇÃO PARA DESCRIÇÃO MORFOLÓGICA DE LESÕES BENIGNAS DAS PREGAS VOCAIS
PALAVRAS-CHAVES: Disfonia. Laringoscopia. Relatório técnico. Validade dos testes.
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Introdução: A apresentação descritiva de qualquer tipo de avaliação na medicina e áreas de saúde afins representa-se com elevado nível de importância. Reconhecida com a terminologia de laudo, necessita de elaboração objetiva, para transmitir com fidedignidade aquilo que realmente acontece. A variabilidade de laudos sobre um mesmo assunto, que promove em determinados momentos dúvidas ou até direcionamentos evolutivos incorretos, justifica a necessidade de padronização geral dos mesmos. Especificamente na laringologia, nos deparamos com esta situação, notadamente nos casos de disfonia, onde a multiplicidade de formas na elaboração de laudos dos exames de laringoscopia é confirmada na prática diária. Objetivo: Sistematizar a descrição morfológica dos achados laríngeos, criando uma linguagem uniforme para os laudos de laringoscopia. Método: Foi elaborado o LEAPA, modelo que padroniza os laudos com a observância de elementos-chaves considerados fundamentais para o entendimento diagnóstico a partir de uma descrição morfológica concisa e inequívoca. A sigla LEAPA, representa as iniciais dos elementos-chaves onde a letra L, indica a Localização da lesão principal a ser descrita; a letra E, a sua Extensão; a letra A conseguinte, o Aspecto (orgânico) desta lesão; a letra P, a Pluralidade de lesões; e finalmente a segunda letra A, a possível Associação com outras lesões. Orientado especificamente para lesões orgânicas benignas das pregas vocais, realizou-se um estudo transversal no qual o modelo foi validado através da validação de face com análise do seu conteúdo por meio da consistência interna do questionário de avaliação através do cálculo do coeficiente de Cronbach, sendo em seguida, aplicado a 150 otorrinolaringologistas para avaliar através do índice Kappa o nível de concordância quanto ao acerto diagnóstico entre a leitura do laudo descritivo e a visualização de lesões benignas em imagens obtidas do exame-padrão, a videolaringoscopia. Resultados: A validação de face resultou na porcentagem global de 76% com coeficiente alfa de Cronbach 0,944. A análise de concordância classificou ambas as análises no nível de concordância substancial com Kappa 0,609 (p=0,045) para a leitura do laudo e Kappa 0,759 (p=0,039) para a visualização da imagem. Conclusão: O modelo LEAPA apresentou validade de face/conteúdo com elevada consistência interna e confiabilidade, além de significativa reprodutibilidade e acurácia.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2529408 - CARLOS RODOLFO TAVARES DE GOIS
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5