UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Novembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUAN BRUNO PINHO FLORES
04/10/2018 16:09


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUAN BRUNO PINHO FLORES
DATA: 19/10/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Departamento de Engenharia Ambiental (DEAM)
TÍTULO: Avaliação do potencial de adsorção de água da rede metalorgânica MIL-160
PALAVRAS-CHAVES: adsorção; desidratação; MIL-160; redes metalorgânicas
PÁGINAS: 15
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Operações de Separação e Mistura
RESUMO:

A presença de água na composição de gasosa de gás natural tem sido um dos principais pontos de estudo devido a problemática da formação de sólidos hidratos quando este gás é submetido a condições de baixas temperaturas, comprometendo o fluxo de gás em gasodutos. As redes metalorgânicas tem se apresentado, alternativamente, para adsorção de determinados compostos gasosos. A MOF MIL-160 se apresenta como estável e com alta afinidade a água, bem como elevada área superficial. Este trabalho teve como objetivo a avaliação da adsorção de água da MIL-160 pela técnica de adsorção em leito fixo. A MOF supracitada foi sintetizada e caracterizada pelas técnicas de DRX, FT-IR, TGA e Fisissorção de Nitrogênio a 77 K, os ensaios de adsorção foram realizados em coluna de leito fixo, com fluxo de entrada de 45 mL min-1 e concentração de água de 10 mg L-1. Os resultados de DRX, FT-IR e TGA obtidos foram compatíveis aos resultados já reportados na literatura, por outro lado, pela fisissorção de N2 a 77K, a MIL-160 apresentou área superficial e volume de poros iguais a 748 m²/g e 0,410 cm³/g, respectivamente. Quanto aos ensaios de adsorção, a MIL-160 apresentou capacidade máxima de adsorção de água de 140,79 mg g-1, três vezes maior que a peneira molecular 0,3 nm com 46,10 mg g-1. As propriedades hidrofílicas, densidade e a área superficial da MOF foram fatores importantes para que estes resultados de adsorção fossem alcançados, concluindo então que a MIL-160 torna-se um potencial adsorvente de água.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1688806 - ANDRE LUIS DANTAS RAMOS
Interno - 1542165 - JOSE JAILTON MARQUES
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Externo à Instituição - CLAUDIO DARIVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18154-6e174eae4e