UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DÉBORA MACHADO BARRETO
10/09/2018 15:54


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DÉBORA MACHADO BARRETO
DATA: 14/09/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Vídeo Conferencia da Renorbio
TÍTULO: Expressão diferencial de genes envolvidos na infecção por Papilomavírus bovino: busca por novos marcadores para o controle da papilomatose bovina
PALAVRAS-CHAVES: Papilomavírus bovino; Expressão gênica diferencial; RNA-seq; Interação parasito-hospedeiro.
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
RESUMO:

Papilomavírus bovino (BPV) é reconhecido como um agente causador de lesões cutâneas e mucosas no gado podendo ser minimizadas ou levar ao surgimento de tumores benignos e malignos. Além da aparência desagradável do animal acometido pela papilomatose cutânea, o problema pode causar prejuízos incalculáveis aos diferentes criatórios, principalmente no que diz respeito à diminuição da produtividade. Há ainda a desvalorização do couro do animal, desenvolvimento retardado, cegueira, depreciação do valor do bovino em função da dificuldade em comercializá-lo; e problemas relacionados à fertilidade, principalmente quando o papiloma localiza-se no órgão reprodutor do animal fazendo com que este evite a cópula. Sabendo que o Brasil é um dos grandes produtores de carne e leite no mundo, este estudo se torna importante, uma vez que visa servir de base para a identificação de novas medidas de controle como a busca de novos compostos moleculares que possam ser utilizados para o tratamento, e dessa forma evitar perdas agropecuárias. O objetivo desse estudo é identificar genes bovinos diferencialmente expressos associados com a infecção por papilomavírus bovino utilizando a tecnologia de RNA-Seq, identificando marcadores moleculares que poderão ser utilizados para o desenvolvimento de novas estratégias de tratamento para a doença. Para isso, foram coletadas amostras com lesões cutâneas papilomatosas em uma propriedade localizada na região do semiárido do estado de Sergipe. Foram obtidas também amostras saudáveis para fins de comparação. Foi utilizado RNA-Seq para identificar genes diferencialmente expressos associados à infecção pelo BPV, o que pode elucidar possíveis genes marcadores que poderiam ser usados ​​para controlar a doença, através da identificação de ligantes que interagem com os produtos destes genes. Bovinos adultos com papilomatose e animais saudáveis ​​foram avaliados. A plataforma Galaxy foi utilizada para análise dos dados gerados pelo sequenciamento. Os arquivos de saída Illumina foram convertidos em formato de arquivo FASTQ. Avaliação de qualidade foi realizada utilizando FastQC e o corte de qualidade de sequência foi realizado usando Trimmomatic. TopHat e Bowtie foram utilizados para mapear e alinhar os reads com o genoma de referência. A abundância dos genes expressos foi verificada utilizando Cuffilinks. Para análise da expressão diferencial foi utilizado Cuffdiff. A anotação funcional dos genes diferencialmente expressos foi realizada utilizando o banco de dados do Gene Ontology (GO). O sequenciamento de RNA gerou um total de 121.722.238 de reads. Na análise de expressão gênica foi identificado um total de 14.213 genes expressos e destes, 1.343 foram diferencialmente expressos. A anotação funcional dos genes diferencialmente expressos mostrou que muitos genes apresentaram funções ou estavam relacionados a vias metabólicas associadas à progressão de lesões de papilomatose e desenvolvimento de câncer em bovinos. Por fim, proteínas virais e do hospedeiro serão utilizadas para a realização de um screening virtual através de docking molecular para a realização de buscas por compostos que se liguem a estas moléculas e que possam impedir a progressão da lesão papilomatosa. Com isto, esperamos encontrar genes marcadores que possam estar associados com o desenvolvimento das lesões papilomatosas que possam ser utilizados para o controle desta doença, através da identificação de ligantes que possam impedir a progressão dos processos patológicos da papilomatose bovina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA
Interno - 1687696 - WALDECY DE LUCCA JUNIOR
Externo ao Programa - 2020866 - ANA MARA DE OLIVEIRA E SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5