UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: THELMA ONOZATO
22/08/2018 09:41


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THELMA ONOZATO
DATA: 24/08/2018
HORA: 08:00
LOCAL: AudItório de Departamento de Farmácia da UFS
TÍTULO: FATORES QUE INFLUENCIAM A IMPLEMENTAÇÃO DE SERVIÇOS CLÍNICOS FARMACÊUTICOS EM HOSPITAIS: IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE PELO APOTECA FRAMEWORK
PALAVRAS-CHAVES: Farmácia clínica; Farmacêutico; Pesquisa de implementação; Fatores influenciadores; Barreiras; Facilitadores; Hospital.
PÁGINAS: 174
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução. A implementação de Serviços Clínicos Farmacêuticos (SCF) é fundamental para evitar danos relacionados a medicamentos em hospitais. Embora muitos estudos relatem resultados benéficos dos SCF, ainda não há padronização dessa prática em hospitais, incluindo no Brasil. Conhecer os fatores que influenciam a implementação de SCF e identificar onde eles atuam é o primeiro passo para adoção bem-sucedida destes serviços em hospitais. Objetivo. Identificar os fatores que afetam a implementação da SCF no ambiente hospitalar e analisá-los utilizando os domínios APOTECA. Metodologia. O estudo foi realizado em quatro etapas: a primeira correspondeu a uma revisão sistemática da literatura para identificar fatores que influenciam a implementação de SCF em ambiente hospitalar. As bases de dados da Cochrane Library, Embase, CINAHL, IPA, Medline / PubMed e Lilacs foram pesquisadas até janeiro de 2018. A estratégia de pesquisa foi desenvolvida usando termos relacionados a quatro domínios: “farmácia clínica”, “fatores influenciadores”, “implementação” e “hospital”. Dois revisores selecionaram artigos originais, extraíram os dados e avaliaram a qualidade dos estudos. Após a síntese temática de framework e categorização dos fatores em grupos de interesse e domínios Administrativos, Políticos, Técnicos e Atitudinais (APOTECA), uma abordagem diagramática foi utilizada para apresentar os resultados. Na segunda etapa foi realizado um grupo focal com 16 farmacêuticos e quatro entrevistas com gerentes hospitalares para conhecer as percepções acerca dos fatores que poderiam influenciar a implementação de SCF no hospital do estudo. A terceira etapa compreendeu a intervenção estruturada, com abordagens atitudinais (motivacionais), políticas, técnicas e administrativas. Na quarta etapa foram realizadas entrevistas com os três farmacêuticos ligados aos SCF e três gerentes para conhecer as percepções dos participantes da intervenção acerca dos fatores que influenciaram efetivamente a implementação de SCF no hospital do estudo. Depois de coletar as informações, os registros de áudio foram transcritos e analisados usando análise de framework e os domínios APOTECA, com finalidade de comparar as percepções antes e após a implementação estruturada de SCF. Resultados. Na revisão foram identificados 53 fatores nos 21 estudos incluídos. Os fatores influenciadores mais citados foram uniformemente distribuídos nos quatro domínios APOTECA, mas em termos de grupos de interesse, o “farmacêutico” teve a maior concentração de fatores. O fator mais citado foi “Habilidades e conhecimento clínico”, seguido de “Tempo para implantar SCF”. No estudo de intervenção, os farmacêuticos relataram 19 obstáculos no total, enquanto os gerentes perceberam 16 diferentes barreiras. Cerca de metade das barreiras citadas foram consideradas superadas ou não-concretizadas na segunda entrevista. Gerentes e farmacêuticos mencionaram um número menor de facilitadores quando comparados às barreiras (onze e dez, respectivamente), e os segundos só conseguiram percebê-los após a intervenção. Em relação à classificação APOTECA, a maioria das barreiras foi administrativa e dos facilitadores foi classificada como política. Conclusão. Os resultados obtidos mostraram a natureza multifatorial do processo de implementação dos SCF e que farmacêuticos e gerentes anteciparam mais barreiras e menos facilitadores quando comparados aos fatores efetivamente experimentados. Esses achados sugerem que a implementação estruturada, considerando os quatro domínios APOTECA podem auxiliar no planejamento de estratégias que viabilizem a implementação bem-sucedida de SCF em ambiente hospitalar.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Externo ao Programa - 2502508 - DEBORAH MÔNICA MACHADO PIMENTEL
Presidente - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Externo à Instituição - ELISANGELA DA COSTA LIMA
Externo à Instituição - MARCOS CARDOSO RIOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5