UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS EMANUEL TENÓRIO FERNANDES TELES
14/08/2018 16:33


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS EMANUEL TENÓRIO FERNANDES TELES
DATA: 27/08/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 04 da Didática II- Campus da Saúde/HU
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA GENOTOXICIDADE E CITOTOXICIDADE NO EPITÉLIO DA MUCOSA ORAL DE ADULTOS SUBMETIDOS À DIFERENTES TOMÓGRAFOS COMPUTADORIZADOS
PALAVRAS-CHAVES: Citotoxicidade. Genotoxicidade. Testes para micronúcleos. Tomografia computadorizada de feixe cônico. Tomografia computadorizada helicoidal.
PÁGINAS: 43
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

A tomografia computadorizada (TC) é uma ferramenta de diagnóstico que revolucionou o diagnóstico e o plano de tratamento na área odontológica. Ela permite visualizar todas as estruturas em camadas de imagens nos planos axiais, coronais, sagitais e oblíquas, assim como as reconstruções tridimensionais. Apesar de a TC proporcionar grande benefício ao exercício da Odontologia, seu uso deve estar indicado mediante justificativa clínica, pois é capaz de provocar efeitos biológicos deletérios e cumulativos nos tecidos humanos. Os raios X podem induzir efeitos citotóxicos e causar danos ao DNA. Para a análise do efeito dos raios X sobre tecidos epiteliais é indicado o uso do teste de micronúcleos aliado à contagem de alterações nucleares degenerativas. Para tal, os efeitos das radiações podem ser estudados por meio da citologia esfoliativa em base líquida, por ser de simples execução, baixo custo e não invasiva, além de otimizar a análise microscópica das lâminas com maior número de células epiteliais individuais descamadas. Assim, é objetivo desse estudo avaliar a genotoxicidade e citotoxicidade dos raios X no epitélio da mucosa oral de pacientes adultos submetidos à diferentes aparelhos de tomografia computadorizada: Um tomógrafo Multislice (tomografia helicoidal) ; dois tomógrafos de feixe cônico de marcas de fabricação diferentes. A coleta do material será realizada em duas etapas: imediatamente antes e dez dias após a obtenção da tomografia computadorizada, o qual será coletado através de esfregaço no fundo de vestíbulo da mucosa oral. O materiais coletados serão homogeneizados, centrifugados a temperatura ambiente e corados, para então ser realizada a análise microscópica. Após a análise microscópica, será realizada contagem de micronúcleos e das alterações degenerativas. Será aplicado o teste Shapiro-Wilk para avaliar a normalidade dos dados. Para dados gaussianos será aplicado o teste T comparando os dois tempos de coleta, o teste de Bartlet’s para avaliar e homogeneidade das variâncias e ANOVA com pós teste de Tukey para comparar os diferentes tomógrafos computadorizados. Caso a distribuição seja não paramétrica será aplicado o teste de Wilcoxon e Kruskal-Wallis com pós teste de Dunn. Para todas as análises será aplicado o nível de significância de 5%.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JULIO LEONARDO OLIVEIRA LIMA
Interno - 1111420 - LIANE MACIEL DE ALMEIDA SOUZA
Presidente - 3545451 - PAULO RICARDO SAQUETE MARTINS FILHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5