UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: YASMIN BARRETO DEDA CHAGAS
07/08/2018 09:21


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YASMIN BARRETO DEDA CHAGAS
DATA: 28/08/2018
HORA: 14:30
LOCAL: SALA DE REUNIÃO DO PPGCOM
TÍTULO: : “Discurso midiático como cristalizador da imagem da mulher: uma análise da coluna Retratos Femininos”
PALAVRAS-CHAVES: Mulher; Mídia; Discurso
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

O presente trabalho aborda parcialmente nossa pesquisa, cujo objetivo principal é analisar discursivamente a coluna Retratos Femininos, do jornal sergipano ‘A Semana’, circulado nos municípios de Simão Dias, Paripiranga, Lagarto, entre 1946 - 1969. A “Retratos” perfilava mulheres da cidade, consoante suas características físicas, psicológicas, sob a observação do autor. Buscamos analisar esta coluna, para entendermos os discursos que a atravessam: se é machista, conservador ou, contrariamente, há o rompimento dos valores tradicionais. Consequentemente, estudamos as condições de produção das produções, autoria, subjetividade, verdade. Inicialmente, traçamos um breve histórico sobre a mulher, suas representações em discursos circulados na sociedade, com enfoque na mídia, uma contribuidora da cristalização desses discursos. Ademais, destacamos o lugar do qual enuncia o jornalista responsável pela coluna, José de Carvalho Déda, diretor do jornal, assinante sob o pseudônimo de “Leonardo DeVinci”. Para efeitos de análise, selecionamos as colunas concernentes ao primeiro ano do jornal (1946), composta por dezessete edições. Como arcabouço teórico, adotamos a Análise de Discurso de vertente francesa, com vistas às noções de Memória, Interdiscurso, conforme Pêcheux, Orlandi; os conceitos de subjetividade, autor, verdade, desenvolvidos por Foucault; contamos ainda com as contribuições de Gregolin, quanto aos discursos da mídia. Quanto à metodologia de análise, empregamos os ensinamentos de Foucault, em “Arqueologia do Saber”, “A Ordem do Discurso. Para efeitos de análise, destacamos três importantes eixos discursivos: lugar de fala, linguagem, instituições. Finalmente, identificamos alguns discursos conservadores sobre a mulher, com destaque às comparações da perfilada com elementos da natureza para expressar a sua fragilidade. As representações encontradas nestes discursos contribuem para a docilização do feminino, cristalizando um papel de mulher que precisa ser guiada por um homem, encaixando-as em padrões não correspondentes à realidade de todas as mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3443837 - MARIA EMILIA DE RODAT DE AGUIAR BARRETO BARROS
Interno - 1820978 - RAQUEL MARQUES CARRIÇO FERREIRA
Interno - 2159814 - RENATA BARRETO MALTA
Externo ao Programa - 1305011 - FABIO ELIAS VERDIANI TFOUNI
Externo à Instituição - ELZA FERREIRA SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307