UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BRENDA EVELIN BARRETO DA SILVA
01/08/2018 10:54


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRENDA EVELIN BARRETO DA SILVA
DATA: 17/08/2018
HORA: 10:00
LOCAL: mini auditório do campus de São Cristóvão
TÍTULO: COINFECÇÕES E DIAGNÓSTICO MOLECULAR DO PAPILOMA VÍRUS HUMANO EM MULHERES SORORREAGENTES PARA HIV EM SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: : Coinfecção. Mulheres. HIV. Papiloma Vírus Humano. Reação em cadeia da polimerase.
PÁGINAS: 29
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Enfermagem de Saúde Pública
RESUMO:

Introdução: A infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) constitui um grave problema de saúde pública, pois predispõe o indivíduo a diversas infecções oportunistas, o que debilita ainda mais o seu estado clínico. Uma grande preocupação em relação às infecções oportunistas especificamente em mulheres é a coinfecção do HIV com Papiloma vírus Humano (HPV), devido ao elevado risco de desenvolvimento de câncer de colo de útero. Objetivo: Verificar a prevalência de coinfecções com HIV: tuberculose, hepatites B e C, sífilis e toxoplasmose, citomegalovírus, rubéola e HPV em mulheres sororreagentes para HIV em Sergipe. Métodos: trata-se de um estudo transversal realizado entre agosto de 2014 e novembro de 2017 com mulheres e gestantes HIV reagentes acompanhadas no Centro de Referência em IST/aids de Sergipe. Estimou-se, para compor a amostra, 260 mulheres com HIV/aids. A identificação de coinfecções será realizada através da verificação de informações clínicas, dos resultados dos exames laboratoriais em prontuários ou no sistema laboratorial do serviço e, também através de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Para detecção da coinfecção HIV-HPV, será realizado o diagnóstico molecular para detecção do DNA-HPV por meio da estratégia de Reação em Cadeia da Polimerase. Será identificada a genotipagem do HPV através do sequenciamento das amostras positivas e análise de identidade das sequências. Resultados esperados: com o conhecimento da prevalência de infecções oportunistas entre mulheres HIV-reagentes de Sergipe será possível entender a real magnitude do problema e implantar ações de prevenção, controle, diagnóstico e tratamento direcionados a este segmento populacional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1643234 - LIGIA MARA DOLCE DE LEMOS
Interno - 2449971 - LEILA LUIZA CONCEICAO GONCALVES
Externo ao Programa - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA
Externo à Instituição - VÍCTOR SANTANA SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77