UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MONNA LISA BARRETO QUEIROZ
17/07/2018 11:35


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MONNA LISA BARRETO QUEIROZ
DATA: 25/07/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE MICROAGULHAS POLIMÉRICAS CONTENDO NANOPARTÍCULAS LIPÍDICAS SÓLIDAS E FITOL
PALAVRAS-CHAVES: Fitol, Nanopartículas lipídicas sólidas, Microagulhas.
PÁGINAS: 39
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Os terpenos apresentam potencial para o desenvolvimento de novos medicamentos e têm apresentado variadas atividades farmacológicas, menores efeitos tóxicos, efetividade e segurança para o tratamento de diversas condições clínicas. Pertencente a classe dos diterpenos, o fitol é uma molécula abundante na natureza e estudos apontam inúmeras atividades terapêuticas como anti-inflamatória e analgésica. Entretanto, poucos estudos relatam o uso de tecnologias que promovam a melhoria da solubidade, estabilidade e atividade farmacológica para a aplicação terapêutica do fitol. Diferentes tecnologias são utilizadas para melhoria da solubilidade de fármacos insolúveis, biodisponibilidade, estabilidade e atividade farmacológica. Nesse contexto, microagulhas poliméricas são eficientes sistemas de liberação transdérmica de fármacos, pois promovem uma maior permeação de ativos através do estrato córneo. Diante disso, estudos têm demonstrado o potencial de sistemas microagulhas contendo nanopartículas para a liberação transdérmica de produtos naturais. Assim, são necessários novos estudos com as microagulhas poliméricas contendo nanopartículas lipídicas sólidas para a liberação transdérmica de fármacos lipossolúveis como o fitol de forma segura e eficiente. As nanopartículas lipídicas sólidas (NLS) de segunda geração foram obtidas pela técnica de homogeneização a quente a 65 °C. As pré-formulações, NLS contendo 15 % de fitol e NLS controle foram analisadas por caracterizações físico-químicas e morfológicas (DLS, DSC, DRX e MLP). Os ensaios de toxicidade em embriões de zebrafish foram realizados para NLS contendo 15 % de fitol e NLS controle. Por fim, metodologias para o desenvolvimento de microagulhas foram realizadas utilizando 7% de géis de alginato de sódio. A formulação de NLS contendo 15 % de fármaco, apresentou o tamanho médio das partículas de 245,63 nm, PI de 0,35 e indicou uma estabilização da formulação produzida. As caracterizações físico-químicas e morfológica mostraram a compatibilidade dos componentes da pré-formulação, da formulação de NLS e sugeriu a incorporação do fitol. As análises também indicaram uma diminuição da cristalinidade de NLS contendo o fármaco comparada com a formulação de NLS controle. No ensaio de toxicidade em embriões de zebrafish em NLS contendo fitol, mostrou que esse sistema não foi tóxico e que é seguro para utilização como sistema para a liberação transdérmica de fármacos. Assim, as NLS apresentam potencial para o desenvolvimento de microagulhas para a liberação do fitol.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Externo ao Programa - 3571566 - JULLYANA DE SOUZA SIQUEIRA QUINTANS
Externo à Instituição - LUCIANA NALONE ANDRADE
Presidente - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI
Externo ao Programa - 2388914 - SALVANA PRISCYLLA MANSO COSTA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5