UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: RAQUEL MONTEIRO DE CASTRO TAVARES FIGUEIREDO
11/07/2018 10:48


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAQUEL MONTEIRO DE CASTRO TAVARES FIGUEIREDO
DATA: 10/08/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de seminarios -DCOMP
TÍTULO: Modelo de Inferência da Confiança por meio de Critérios Cognitivos e Afetivos
PALAVRAS-CHAVES: Confiança, Modelo Preditivo, Inferência Afetiva, Comunidade Virtual Acadêmica, Computação Afetiva
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Metodologia e Técnicas da Computação
RESUMO:

Comunidades Virtuais de Aprendizagem são espaços caracterizados pela comunicação e cooperação de seus participantes. Podem ser utilizadas como salas de aulas virtuais para o ensino não presencial (Ensino a Distância) ou como ferramentas de apoio ao ensino presencial (interação extra aula). No entanto, sua eficiência depende do comprometimento de seus membros que enriquecem as comunidades virtuais com o compartilhamento de informações, materiais e cooperam com os demais membros. Quando situações de divergências, ausência de informações ou cooperação com outros membros ocorrem podem acarretar na falta de confiança, desinteresse e desmotivação a cooperação. Desse modo, cabe ao professor/tutor, como mediador, estimular e auxiliar os alunos a estabelecerem relações de confiança. A confiança, portanto, apresenta-se como um fator relevante às interações sociais. É um indicativo da motivação e da intenção de cooperação dentro desses espaços virtuais. Modelos computacionais de confiança atribuem a esses ambientes a capacidade de inferir a confiança entre indivíduos e dão ao professor uma visão mais próxima daquela proporcionada em ambientes físicos. O modelo de confiança proposto por esta dissertação utiliza os critérios de propensão à confiança, familiaridade, reputação e risco para a inferência da confiança que o aluno deposita em seu professor. Os resultados obtidos com a aplicação do modelo a ambientes de comunidades virtuais reais forneceram indicações de que a confiança de um aluno em seu professor pode ser inferida considerando os critérios de propensão à confiança, familiaridade, reputação e risco envolvidos em sua interação na comunidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1708360 - MARIA AUGUSTA SILVEIRA NETTO NUNES
Interno - 2227110 - METHANIAS COLACO RODRIGUES JUNIOR
Externo à Instituição - PATRICIA A. JAQUES MAILLARD
Externo à Instituição - MAGALI TERESINHA LONGHI
Externo à Instituição - THIAGO ALEXANDRE SALGUEIRO PARDO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307