UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ANDREIA TEIXEIRA DOS SANTOS
05/07/2018 15:20


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREIA TEIXEIRA DOS SANTOS
DATA: 30/07/2018
HORA: 09:30
LOCAL: A definir
TÍTULO: Ensino de História, Memória e Identificação Quilombola na Escola Estadual Quilombola Gilberto Amado - Estância/SE
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de História; Educação Escolar Quilombola; Cidadania e Identidade Social; Saberes e Práticas no espaço escolar; Memória; Pertencimento quilombola.
PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
RESUMO:

Esta pesquisa objetivou compreender os processos múltiplos envolvidos na formação identitária quilombola da comunidade remanescente de quilombo Porto D’Areia – Estância/Sergipe, por meio de um projeto de pesquisa com alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental da Escola Estadual Quilombola Gilberto Amado, localizada na comunidade remanescente de quilombo Porto D’Areia, Estância-Sergipe. Para tanto, definimos como objetivos específicos mapear origens históricas, culturais e econômicas do Bairro Porto D’Areia. Estância/SE; contribuir com o processo de identificação dos sujeitos com sua ancestralidade quilombola, ressaltando uma visão positiva do negro e sua trajetória; e refletir sobre o racismo e o preconceito como experiências históricas e contemporâneas que dificultam a vivência cidadã em uma sociedade democrática. A abordagem metodológica da pesquisa foi qualitativa, de base fenomenológica-hermenêutica e do tipo estudo de caso. Os procedimentos de trabalho incluíram entrevista, roda de conversa, pesquisa bibliográfica e análise documental. A partir de nossa aproximação com a escola e de leituras realizadas, nos inserimos no projeto Consciência em Movimento em desenvolvimento na escola, objetivando possibilitar a emergência de uma ressignificação do conceito de quilombo e uma identificação com a história de seus antecessores quilombolas, pois muitas crianças e jovens estudantes da Escola Estadual Quilombola Gilberto Amado não associam o local onde vivem a uma origem afrodescendente. Ao longo do projeto, percebemos o envolvimento dos alunos em atividades tradicionais da comunidade e a baixa estima com relação à cor de suas peles e a trajetória do grupo. Como resultado da pesquisa em parceria com os alunos elaboramos um Caderno de Memórias com o intuito de que essa ação contribua para a valorização da comunidade como espaço de memória, reprodução e ressignificação dos saberes e fazeres ancestrais, como expressão do pertencimento quilombola.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1698052 - MARIZETE LUCINI
Interno - 2527690 - CLAUDEFRANKLIN MONTEIRO SANTOS
Externo à Instituição - CARLA BEATRIZ MEINERZ

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e