UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: CAROLINE SILVA DOS SANTOS
05/07/2018 14:08


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAROLINE SILVA DOS SANTOS
DATA: 26/07/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Polo de Gestão da UFS
TÍTULO: Distribuição geográfica de Pyriglena spp. (AVES: THAMNOPHILIDAE): avaliando o efeito de clima, interação biótica e complexidade do habitat
PALAVRAS-CHAVES: Adequabilidade de habitat; Perda de habitat; Fragmentação; Maxent; Formigas-de-correição
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Na área de modelagem de distribuição potencial de espécies tem sido promissora a inclusão de variáveis ambientais que representam interações bióticas e estrutura do hábitat para gerar os modelos, trazendo uma compreensão mais completa dos padrões que influenciam a ocorrência das espécies. Desta maneira, pretende-se testar a influência de quatro conjuntos de preditores que incluem variáveis climáticas, interação biótica e estrutura do habitat sobre a distribuição geográfica das aves do gênero Pyriglena. Estas aves habitam ambientes florestais, no estrato sub-bosque e estão incluídas na guilda trófica de seguidoras de formigas-de-correição. A camada de complexidade florestal foi gerada a partir de dois atributos de cobertura florestal combinados e a de interação biótica a partir de modelos de adequabilidade de formigas-de-correição. Os modelos foram desenvolvidos utilizando o algoritmo Maxent, e o seu desempenho medido através das métricas TSS e AUC. Houve maior influência de preditores bioclimáticos nas áreas adequadas das aves do gênero Pyriglena, porém interação biótica para P. leuconota e a complexidade florestal P. leucoptera apresentaram contribuição similar as variáveis bioclimáticas. O clima descreve melhor a distribuição das espécies em escalas mais amplas como a usado neste estudo, já a complexidade do habitat e interação biótica modificam os padrões de distribuição em escalas mais refinadas. Apesar das espécies apresentarem características biológicas semelhantes, não existe um padrão entre elas, determinando quais variáveis ambientais além do clima, apresentam maior influência sobre as áreas adequadas a sobrevivência das mesmas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1819383 - ADRIANA BOCCHIGLIERI
Externo à Instituição - ANDERSON AIRES EDUARDO
Presidente - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9