UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ADRIANO PIMENTEL FARIAS
04/07/2018 10:16


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO PIMENTEL FARIAS
DATA: 25/07/2018
HORA: 08:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Quimiodiversidade dos óleos essenciais de copas de Citrus e enantiômeros do limoneno no manejo de Mononychellus tanajoa (Acari: Tetranychidae)
PALAVRAS-CHAVES: ácaro-verde-da-mandioca, óleos essenciais de citros, efeito subletal, Ceraeochrysa caligata
PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Atualmente, a citricultura passa por um processo de diversificação de cultivares para fins econômicos e fitossanitários, no entanto pouco se conhece sobre a composição e bioatividade de óleos essenciais dessas cultivares. Assim, óleos essenciais das laranjeiras ‘Kona’ e ‘Pera CNPMF-D6’, tangerineira ‘Piemonte’ e limeira ácida ‘Persian lime 58’ foram avaliados quanto a sua composição e toxicidade juntamente com enantiômeros do limoneno ao ácaro-verde-da-mandioca Mononychellus tanajoa (Acari: Tetranychidae), praga chave dessa cultura. Além disso, avaliou-se o efeito subletal do óleo mais tóxico na sobrevivência da praga e seletividade ao crisopídeo Ceraeochrysa caligata (Neuroptera: Chrysopidae), predador generalista. Os óleos essenciais foram obtidos de folhas por hidrodestilação; sendo o sabineno e linalol/sabineno os principais componentes nos óleos das laranjeiras e tangerineira, respectivamente, com variações de 31 a 45%, enquanto que o limoneno compõe acima de 52% do óleo da limeira ácida. Os quatro óleos essenciais de citros e enantiômeros do limoneno foram tóxicos a M. tanajoa: Persian lime 58 (CL50 = 5,79 mg/mL), Piemonte (CL50 = 7,74 mg/mL), kona (CL50 = 8,55 mg/mL) e Pera (CL50 = 9,54 mg/mL), S-(−)-limoneno (CL50 = 9,71 mg/mL) e R-(+)-limoneno (CL50 = 12,04 mg/mL). O óleo essencial de ‘Persian lime 58’ foi o mais tóxico ao ácaro-verde-da-mandioca, comparado aos outros óleos e seu componente majoritário limoneno, provavelmente por interações sinérgicas entre seus componentes. S-(−)-limoneno foi mais tóxico a M. tanajoa que R-(+)-limoneno. Adicionalmente, a sobrevivência de M. tanajoa foi reduzida pela CL25 e CL50 deste óleo essencial. Para o predador C. caligata, o óleo de ‘Persian lime 58’ foi seletivo e a CL50 desse óleo aumentou o número de presas consumidas, indicando efeito hormético positivo. Portanto, o óleo essencial da limeira ácida ‘Persian lime 58’ tem potencial para o manejo do ácaro-verde-da-mandioca.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 638.148.201-00 - ADENIR VIEIRA TEODORO
Externo à Instituição - ELIANA MARIA DOS PASSOS
Externo à Instituição - JOSÉ GUEDES DE SENA FILHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2