UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AMAURY SOARES DE BRITO
16/04/2018 10:43


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMAURY SOARES DE BRITO
DATA: 17/04/2018
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Artrópodes como indicadores da qualidade ambiental
PALAVRAS-CHAVES: Formicidae, Staphylinidae, Scarabaeinae, vespas solitárias, degradação, desmatamento, organismos bioindicadores
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O ecossistema de restinga associado ao bioma Mata Atlântica vem sofrendo constante degradação antrópica, o que leva à perda da biodiversidade bem como de diversos serviços ecossistêmicos relacionados. Diversos organismos podem ser usados como bioindicadores de níveis de antropização além de auxiliar nas tomadas de decisões quanto a área agredida. Formigas (Formicidae), besouros (Staphylinidae, Scarabaeinae), e vespas solitárias possuem características de organismos bioindicadores. O objetivo deste trabalho é determinar a riqueza, abundância e composição de espécies de famílias de formigas, besouros e vespas solitárias em um gradiente de antropização em ecossistema de restinga. A pesquisa será desenvolvida na Reserva Particular do Patrimônio Natural do Caju (Reserva do Caju), localizada no município de Itaporanga D’Ajuda – SE. A área de coleta apresenta um gradiente de degradação formado por mata alta (preservada), mata baixa (arbustiva) e área aberta (predominância de gramíneas). Especificamente, a primeira etapa da pesquisa focará na resposta de vespas solitárias ao gradiente de degradação bem como à estratificação vertical usando ninhos armadilha. Posteriormente, será estudado o efeito da degradação na assembleia de formigas usando armadilhas do tipo pitfall sem isca. Finalmente, será estudada a resposta de Scarabaeinae e Staphytlinidae à degradação usando armadilhas do tipo pitfall iscadas com esterco bovino ou carne suína apodrecida. Fatores bióticos (cobertura de dossel, serrapilheira, diversidade e abundância de plantas arbóreas, arbustivas e herbáceas) e abióticos (temperatura, umidade relativa e precipitação) serão coletados periodicamente e utilizados para caracterização do grau de degradação bem como correlacionados com variáveis dos artrópodes estudados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 638.148.201-00 - ADENIR VIEIRA TEODORO
Interno - 1352277 - GENESIO TAMARA RIBEIRO
Externo ao Programa - 1674021 - LEANDRO DE SOUSA SOUTO
Interno - 2350431 - ROBERIO ANASTACIO FERREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2