UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 16 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DAYANE SANTOS CONCEIÇÃO SOARES
19/03/2018 10:55


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAYANE SANTOS CONCEIÇÃO SOARES
DATA: 26/03/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do DTA
TÍTULO: MODELO PARA AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM UNIVERSIDADES: ESTUDO COM PATENTES DA UFS
PALAVRAS-CHAVES: Inovações; Metodologia; Valoração
PÁGINAS: 93
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A proteção dos direitos de propriedade intelectual é uma ferramenta importante para o desenvolvimento econômico em uma era baseada no conhecimento e inovação. Nesse contexto, a proteção de tecnologias a partir de patentes fornece uma vantagem competitiva ao detentor da mesma durante a sua vigência. As universidades por sua vez, além do papel de ensino, tem se tornado importantes centros de pesquisa com o desenvolvimento de invenções que podem beneficiar a população local. Com isto, cada vez mais patentes tem sido depositadas por universidades, porém o número de transferências dessas invenções para as empresas ainda é pequeno. Isto ocorre por diversos motivos, dentre eles está à dificuldade na gestão de tecnologias pelos Núcleos de Inovação Tecnológicas (NIT) das universidades, principalmente em instituições públicas. Dentre as atividades a serem realizadas pelos NITs estão a avaliação e valoração de tecnologias para uma posterior comercialização, no entanto esta é uma tarefa difícil devido a sua complexidade e falta de recursos humanos para a sua execução. Diante disto, o presente trabalho tem como objetivo propor um modelo para avaliação qualitativa e quantitativa de patentes e aplicar em patentes oriundas da Universidade Federal de Sergipe (UFS) trazendo contribuições teóricas e práticas a cerca do assunto abordado. O modelo qualitativo consiste em critérios e subcritérios com pesos e foi desenvolvido a partir da adaptação de uma sessão do software IPscore® e a metodologia de Análise Hierárquica de Processos (AHP). Já o modelo quantitativo é baseado no fluxo de caixa descontado e árvore de decisão com análise de cenários. Observou-se que o modelo qualitativo é capaz de analisar a patente em múltiplas dimensões, como valor legal, valor tecnológico e condições de mercado e a partir disto, atribuir uma pontuação para cada patente e tomar decisões posteriores baseadas nos resultados. Este modelo foi aplicado para patentes da área de engenharia e farmacêutica e verificou-se que para as duas áreas o valor tecnológico tem uma importância relativa maior, seguido das condições de mercado e valor legal. A patente com a maior pontuação foi da área de engenharia, seguida de duas do campo farmacêutico e a última, da engenharia. Portanto, com o modelo proposto no presente estudo, foi possível verificar a possível viabilidade de avaliar patentes em universidades, por meio da aplicação deste modelo qualitativo em patentes da UFS.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2468009 - ANTONIO MARTINS DE OLIVEIRA JUNIOR
Interno - 2573323 - ANA KARLA DE SOUZA ABUD
Externo ao Programa - 1467719 - LUCINDO JOSE QUINTANS JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16078-e509258a73