UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: CARLA CRISLAN DE SOUZA BERY
14/03/2018 08:14


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLA CRISLAN DE SOUZA BERY
DATA: 14/03/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Tecnologias Alternativas (LTA
TÍTULO: “Compostos bioativos de polpa de umbu (spondias tuberosa arruda) in natura, liofilizada e microencapsulada
PALAVRAS-CHAVES: antioxidante, cromatografia, fator de proteção, microencapsulação, umbu
PÁGINAS: 108
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
RESUMO:

O umbu (Spondias Tuberosa Arruda) é uma fruta suculenta, polposa, originarária do cerrado nordestino Brasileiro. A potencialidade antioxidante dessa fruta é carente de estudo porém a utilização de umbu na produção de vinhos, umbuzada, doces, polpa de frutas entre outros, são bastante explorados. Nesse contexto, objetiva-se com este trabalho identificar, quantificar e avaliar o potencial antioxidante dos compostos bioativos de umbu, a partir de polpa de fruta in natura e desidratada por tecnologias de liofilização e por spray dryer. A Caracterização físico-química da polpa de fruta in natura e desidratada foram determinados a fim de conhecer as caracteristicas químicas e nutricionais da matéria prima a ser estudada, cuja amostra desidratada por liofilização apresentou maior concentração de vitamina C (57,14 ± 0,00 mg de AA/100g) e a amostra por spray dryer obteve maior teor de sólidos solúveis (86 ± 0,00). A determinação de vitamina C e sólidos solúveis são atributos importantes para evitar a mascarar os resultados relacionados a concentração de compostos bioativos. A extração de compostos bioativos foi realizado com o auxilio de ultrasson utilizando dois reagentes, etanol e metanol, em diferentes concentrações cuja otimizaçao do extrato de compostos bioativos foi determinado por um planejamento experimental fatorial 22 com variáveis independentes, a massa das amostras e a concentração de reagente (etanol e metanol), e as variaveis dependentes o teor de fenólicos totais e antioxidantes DPPH e ABTS. A capacidade antioxidativa dos extratos obteve maior potencial antioxidante na extração de concentração de solventes (etanol e metanol) a 70%. Foram identificados em cromatógrafo líquido de alta eficiência (HPLC) os compostos fenólicos ácido gálico e rutina em extratos etanólicos a 80% em amostras desidratadas por liofilização.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Externo à Instituição - IGOR ADRIANO DE OLIVEIRA REIS
Externo à Instituição - JULIANNA FREIRE DE SOUZA
Interno - 1879181 - LISIANE DOS SANTOS FREITAS
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307