UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: WLADEMYR DE MENEZES ALVES
27/02/2018 12:56


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WLADEMYR DE MENEZES ALVES
DATA: 17/04/2018
HORA: 15:00
LOCAL: sala de reuniões do NIPPEC
TÍTULO: Reprodução textual: criando fanfics na sala de aula
PALAVRAS-CHAVES: Letramento; Fanfiction; Criação textual; Língua portuguesa
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Língua Portuguesa
RESUMO:

Na Grécia antiga, o teatro trágico era muitas vezes baseado nos mitos da tradição oral. Alguns autores usavam esse universo mitológico para produzir suas peças, criando, assim, uma nova história, ou ainda, outra versão da mesma história. Essa prática é muito parecida com o que acontece nas fanfictions, uma história escrita por um fã, envolvendo os cenários, personagens e tramas previamente desenvolvidos no original. Baseado neste gênero textual, este trabalho apresenta uma proposta de intervenção pedagógica destinada a alunos do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública da rede estadual em Aracaju-SE. Em termos gerais, a metodologia criada envolve oficinas que visam à leitura, à compreensão crítica e à elaboração de fanfictions. A orientação teórica em que se respalda a proposta reúne os conceitos metodológicos propostos por Roxane Rojo (2012), que trata do fomento, por parte da escola, de propostas de ensino que envolvam a multiplicidade cultural e semiótica da sociedade, e as abordagens de Bakhtin acerca dos gêneros do discurso, destacando os vínculos destes gêneros com a atividade humana, de Foucault (2002) e Barthes (2004), que tratam do conceito de autoria, além das discussões sobre as relações entre escrita e poder, de Maurizio Gnerre (1991), entre organismo e máquina, de Donna Haraway (2000) e entre tecnologia e viver humano, de Humberto Maturana (2001). Para a sequência didática, necessária para a aplicação da proposta, foram utilizados os aportes de Maria Bordini e Vera Aguiar (1988), que discorrem sobre o Método Recepcional de leitura que incentiva os alunos à produção efetiva de textos, por contemplar as preferências textuais dos leitores, como também propõem a ampliação dessas preferências apresentando novas leituras aos alunos, promovendo assim a "ruptura do horizonte de expectativas". Por fim, Diante das conclusões deste trabalho, entendemos que a participação dos estudantes nas oficinas de produção de fanfics colaborou para a percepção destes acerca da leitura e produção de texto além de estimular o trabalho de forma colaborativa. Prova disso é o relato das experiências em saberes apresentados aqui e que servirão de modelos para outras experiências docentes nessa área.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1694589 - ALESSANDRA CORRÊA DE SOUZA
Presidente - 2146714 - HUMBERTO LUIZ GALUPO VIANNA
Interno - 1490267 - SANDRO MARCIO DRUMOND ALVES MARENGO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2