UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: CICERA EUGENIA PEREIRA DA SILVA
17/02/2018 21:32


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CICERA EUGENIA PEREIRA DA SILVA
DATA: 26/02/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório CCBS
TÍTULO: FATORES ASSOCIADOS À INTERNAÇÃO HOSPITALAR EM ADULTOS PORTADORES DE HIV/AIDS
PALAVRAS-CHAVES: HIV. Aids. Hospitalização. Terapia Antirretroviral de Alta Atividade.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Enfermagem de Saúde Pública
RESUMO:

Introdução: Apesar dos avanços da terapia antirretroviral e aumento na sobrevida dos pacientes vivendo com HIV, muitos ainda necessitam de hospitalização. Objetivo: analisar aspectos relacionados à internação hospitalar em adultos portadores de HIV/aids. Pacientes e métodos: trata-se de estudo transversal, realizado no Hospital Universitário de Aracaju/SE, no setor de infectologia, entre outubro de 2016 a novembro de 2017. A amostra foi composta por 40 adultos HIV reagentes, a partir de 18 anos, alfabetizados ou não. Os dados foram descritos por meio de frequências simples e percentuais. Para avaliar as relações entre as características demográficas, econômicas e comportamentais referentes à análise dos aspectos da terapia antirretroviral e de internação, foi aplicado a análise de correspondência múltipla para construção de um mapa perceptual. Realizou- se análise descritiva por meio de frequências e associações de variáveis, aplicando–se os testes exatos de Fisher, utilizando o software R Core Team 2017. Resultados: Dentre os participantes, 24 (60,0%) eram homens, 20 (50,0%) possuíam faixa etária abaixo de 40 anos e 27 (67,5%) com menos de oito anos de estudo, a cor autorreferida predominante foi parda 25 (62,5%) com 22 (55,0%) dos participantes residindo na grande Aracaju. Com relação aos aspectos epidemiológicos e comportamentais que levaram os pacientes à internação, 21 (52,5%) mencionaram não possuir parceria fixa, 35 (87,5%) relataram orientação heterossexual e aproximadamente um terço deles verbalizaram não fumar, usar drogas ilícitas ou bebidas alcoólicas. Quanto à internação hospitalar 31 (77,5%) apresentaram diagnóstico tardio do HIV com doenças relacionadas à aids, a exemplo de pneumonia 2 (5,0%) e tuberculose 4 (10,0%). No que concerne os motivos clínicos da internação, 24 (60,0%) afirmaram sentir fraqueza, diarreia e febre (15/40,5%), anemia 11(27,5%). Conclusões: Os dados deste estudo permitem afirmar que homens, população jovem e com pouca escolaridade são aspectos que corroboram para a internação hospitalar. A predominância entre os pacientes que apresentaram diagnóstico tardio é preocupante, principalmente por revelar falhas nos processos do cuidado à saúde.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1050204 - ALZIRA MARIA D AVILA NERY GUIMARAES
Interno - 2102691 - CRISTIANE FRANCA LISBOA GOIS
Externo ao Programa - 1166238 - IZADORA MENEZES DA CUNHA BARROS
Interno - 1643234 - LIGIA MARA DOLCE DE LEMOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77