UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 13 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: RAFAELA FIGUEIREDO FONTES
16/02/2018 09:43


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAELA FIGUEIREDO FONTES
DATA: 28/02/2018
HORA: 10:30
LOCAL: Sala do LAF
TÍTULO: ELABORAÇÃO DE PÓ LIOFILIZADO DA POLPA DE NONI (Morinda citrifolia) E DETERMINAÇÃO DE COMPOSTOS BIOATIVOS EM DIVERSOS COMPONENTES DA FRUTA E NO PÓ LIOFILIZADO
PALAVRAS-CHAVES: Morinda citrifolia, Atividade antioxidante, HPL, Flavonoides
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Tecnologia de Alimentos
ESPECIALIDADE: Tecnologia de Produtos de Origem Vegetal
RESUMO:

A Morinda citrifolia, popularmente conhecida como noni, é oriunda do Sudeste da Ásia. No Brasil, sua introdução começou de maneira gradativa e relativamente recente, por intermédio de pessoas que trouxeram sementes, provavelmente do Caribe ou Polinésia. A premissa de melhorias à saúde elevou o aumento do seu consumo entre brasileiros. A região nordeste tem um plantio apreciável da Morinda citrifolia, principalmente nas regiões situadas entre os estados de Sergipe e Ceará. Todavia, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), afirma que os efeitos farmacológicos e terapêuticos do fruto ainda não foram totalmente explicitados. O presente trabalho teve como objetivo elaborar pó liofilizado da polpa de noni (Morinda citrifolia) e determinar compostos bioativos em diversos componentes da fruta e no pó liofilizado. Os frutos foram adquiridos no mercado municipal da cidade de Aracaju-SE. Posteriormente, foram selecionados de acordo com seu grau de maturação (maduro) e desmembrados em semente, casca e polpa. Parte desta foi processada em liofilizador por período de 48h, temperatura de -54,9ºC, pressão 6,11 mbar e, vácuo 0,42 mbar. O fruto foi caracterizado de maneira interina quanto à composição centesimal, tendo seu extrato liofilizado melhor atividade, em acetona, para o método antioxidante FRAP, assim como, para o radical ABTS++. Para fenólicos, o pó liofilizado (7486.37 µg EAG/g) obteve melhor desempenho em meio aquoso, a polpa (464.44 µg EAG/g) no extrato etanólico, a semente e a casca em acetona com valores de 2329.99 µg EAG/g e 313.29 µg EAG/g, respectivamente. Dentre os constituintes do noni, os flavonoides (156.94 µg querc./g amostra) expressaram melhor resposta no extrato da semente em acetona, para os demais extratos, o pó liofilizado mostrou resultados mais expressivos. A explanação dos perfis cromatográficos para flavonoides e sua identificação foi possível através do HPLC/DAD, sendo identificados bioativos como rutina, canferol e artepillina C. O ácido ascórbico foi quantificado em maior concentração (336,62 mg/100g) no pó liofilizado do fruto. Os açúcares foram superiores no pó liofilizado da polpa, sacarose (4.69g/100g), frutose (6.37 g/100g), glicose (9.20 g/100g). Sendo assim, foi notório o efeito antioxidante presente nos diversos componentes do fruto, e a maior conservação deste potencial através da aplicação da liofilização.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Externo à Instituição - MARIA TEREZINHA SANTOS LEITE NETA
Presidente - 6330812 - NARENDRA NARAIN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b