UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CAMILA BOMFIM DE GOIS
15/02/2018 13:22


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILA BOMFIM DE GOIS
DATA: 02/03/2018
HORA: 10:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: DE “TURRÕES” À PRODUTORES ORGÂNICOS: TRAJETÓRIAS DE APRENDIZAGEM DE JOVENS RURAIS NAS TRILHAS DA SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL
PALAVRAS-CHAVES: Aprendizagem social. Juventudes rurais. Sustentabilidades
PÁGINAS: 89
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Este estudo enfoca os processos e espaços de aprendizagem de jovens rurais em associação às práticas socioambientais desenvolvidas por eles. Tem como objetivo central analisar os aspectos presentes nas experiências de vida de jovens rurais que permitem a emergência de arranjos organizacionais entre eles na reflexão e atuação sobre e pelo meio ambiente. Ao longo do estudo, a noção de juventude se escreve e se inscreve no plural de suas vivências que nos permitem abarcar as diferenças e desigualdades que atravessam essa condição, de um lado, fundamentada pelo caráter universal determinado pela faixa etária, e do outro, pelas especificidades associadas às influências socioculturais e históricas. A tese aqui defendida é a de que os limites e possibilidades de articulações e consolidação de práticas socioambientais entre os jovens dialogam com a necessidade que esses sujeitos vivenciam de ajudar financeiramente na renda familiar, ainda que suas experiências lhe propiciem a aproximação de espaços de aprendizagem ambiental e de ações estruturantes à consolidação de cenários sustentáveis. Adotamos a etnografia como viés investigativo e a narrativa autobiográfica a partir da produção textual dos jovens como técnica na construção de dados. Além da produção textual dos jovens, a problematização do universo de ações e reflexões desses sujeitos dar-se-á mediante a realização de entrevistas semiestruturadas e observação no campo empírico propondo-se, assim, uma triangulação dos dados enquanto forma de análise. Na possibilidade de reafirmar necessidades de aprendizagens conjuntas mediante a troca de experiências e vivencias dialogadas ao longo da sua formação socioeducacional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Interno - 279481 - ROSEMERI MELO E SOUZA
Externo ao Programa - 2177093 - MARIA NEIDE SOBRAL
Externo à Instituição - RONISE NASCIMENTO DE ALMEIDA
Externo à Instituição - EDIVANIO SANTOS ANDRADE

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817