UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LÍCIA TAIRINY SANTOS PINA
08/02/2018 15:46


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LÍCIA TAIRINY SANTOS PINA
DATA: 21/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 02 do Polo de Gestão
TÍTULO: Avaliação do Efeito Anti-hiperalgésico do Complexo de Inclusão γ-Terpineno/β-Ciclodextrina em Modelo de Dor Oncológica Induzida por Sarcoma 180
PALAVRAS-CHAVES: Biotecnologia, complexo de inclusão, monoterpeno, dor oncológica.
PÁGINAS: 103
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

A dor oncológica é considerada um dos problemas de saúde pública que resulta em encargos clínicos, sociais e financeiros em todo o mundo. O tratamento apresenta baixa eficácia clínica e muitos efeitos adversos. Produtos naturais, como o γ-terpineno (γ-TPN), mostram-se uma alternativa promissora para o tratamento de dor crônica devido ação sobre receptores opioides e colinérgicos e capacidade de modular citocinas pró-inflamatórias. No entanto, seu uso apresenta limitações (solubilidade e estabilidade). Em virtude disso, estudos prévios demonstram que a complexação destes em β-ciclodextrina seja capaz de melhorar sua solubilidade e estabilidade, resultando em um melhor efeito farmacológico. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para o tratamento de dores crônicas através de uma revisão de patentes e avaliar o efeito anti-hiperalgésico de complexos de inclusão de γ-terpineno em β-ciclodextrina (γ-TPN/β-CD) sobre a dor oncológica induzida por Sarcoma 180. A busca de patentes abrangeu as publicações entre 2010 e 2016 e foi realizada em três bancos especializados em patentes: WIPO, Espacenet e USPTO. Do total de novas moléculas sintetizadas (917 compostos), apenas um pequeno número apresentou efetividade sobre modelos experimentais de dor crônica (85 compostos), enquanto que os produtos naturais estão presentes em apenas 5,6% desses estudos, indicando a necessidade do desenvolvimento de novas propostas farmacológicas com base nessas moléculas. Deste modo, foram desenvolvidos complexos de inclusão γ-TPN/β-CD através dos métodos de coevaporação e liofilização e caracterizados através de métodos físico-químicos (DSC, TG, Karl Fisher e MEV). Para indução da dor oncológica, foi injetada no dorso da pata traseira direita do animal uma suspensão contendo 106 células de sarcoma 180 (S180). A hiperalgesia mecânica foi realizada utilizando camundongos machos Swiss. Os protocolos experimentais foram aprovados pelo comitê de ética em experimentação animal (CEPA: 73/15). As citocinas pró-inflamatórias (TNF-α e IL-1β) e mensuração do imunoconteúdo da enzima iNOS foi determinada através das técnicas de Elisa e Western Blotting, respectivamente. A avaliação da Toxicidade de doses repetidas foi realizada através da avaliação do peso diário, e análises hematológicas e bioquímicas. A complexação do γ-TPN a β-CD melhoraram as propriedades físico-químicas e o tempo de efeito em relação à forma livre. O γ-TPN (50 mg/kg) e γ-TPN/β-CD (50 mg/kg) reduziram significativamente (p<0,001) a hiperalgesia mecânica em comparação ao veículo. O γ-TPN na sua forma livre e complexada não apresentou sinais de toxicidade nos parâmetros avaliados. O γ-TPN e γ-TPN/β-CD reduziram significativamente e expressão de TNF-α (p=0,0007 e p=0,0013), IL-1β (p<0,0001 e p<0,0001) e imunoconteúdo da iNOS (p<0,05 e p<0,05) na pata do animal portador do tumor. A partir do exposto, é possível concluir que o γ-TPN e os complexos de inclusão mostram-se uma alternativa promissora que pode ser utilizada no tratamento de condições dolorosas crônicas, como a dor oncológica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2869627 - ADRIANA GIBARA GUIMARÃES
Interno - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Externo ao Programa - 2315744 - RENAN GUEDES DE BRITO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5