UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: KÉRILIN STANCINE SANTOS ROCHA
08/02/2018 14:56


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KÉRILIN STANCINE SANTOS ROCHA
DATA: 22/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Farmácia
TÍTULO: Desenvolvimento e validação de instrumento de suporte à orientação farmacêutica para dispensação de medicamentos prescritos
PALAVRAS-CHAVES: Farmácias comunitárias, Farmacêuticos, Dispensação, Orientação, Validação de conteúdo, Instrumento. .
PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Introdução. A Dispensação é a provisão racional de medicamentos ou dispositivos, por meio da orientação farmacêutica. Esta é considerada uma etapa fundamental da Dispensação, uma vez que possibilita aos pacientes receberem e compreenderem as informações necessárias ao uso correto dos medicamentos. Embora a orientação seja um indicador importante para qualificar a Dispensação, no Brasil, são escassos os modelos que guiem os farmacêuticos nesta prática. Assim, é necessário o desenvolvimento de pesquisas com foco na elaboração e validação de instrumentos de suporte à orientação farmacêutica para Dispensação de medicamentos. Objetivo. Desenvolver e validar um instrumento de suporte à orientação farmacêutica para a Dispensação de medicamentos prescritos. Métodos. Foi realizado um estudo de desenvolvimento metodológico nos meses de fevereiro de 2017 a outubro de 2018. O desenvolvimento do instrumento compreendeu as seguintes etapas: (i) elaboração do protótipo com base em revisão sistemática realizada anteriormente; (ii) reunião de brainstorming com farmacêuticos e (iii) pré-Delphi. Em seguida ocorreu a validação de conteúdo do instrumento previamente elaborado, por meio da técnica Delphi. Para esta etapa, foram convidados 40 farmacêuticos especialistas em Dispensação no Brasil, os quais foram instruídos a julgar o instrumento, de acordo com critérios previamente estabelecidos. Ao final dos julgamentos, o índice de validação de conteúdo (IVC) foi calculado. Os itens foram considerados validados se o IVC > 0,80. O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de Sergipe (CAAE: 67486016.4.0000.5546) e todos os participantes assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Resultados. As etapas que compreenderam o desenvolvimento geraram três versões do instrumento: o protótipo; a versão 1 (instrumento modificado após o brainstorming) e a versão 2 (instrumento modificado após o pré-Delphi). A versão 2 do instrumento foi submetida ao processo de validação de conteúdo. Dos farmacêuticos convidados, 29 retornaram fizeram os julgamentos na primeira rodada e destes, 23 farmacêuticos realizaram julgamentos na segunda. Todos os itens obtiveram IVC > 0,82, sendo portanto, considerados validados. Assim, o instrumento final compreendeu três componentes: sugestões de perguntas; raciocínio do processo de Dispensação; e, sugestões de orientações e outras condutas, que foi composto por 11 etapas, na qual cada uma representa uma estágio do raciocínio clínico. Conclusão. Para o nosso conhecimento, este é o primeiro instrumento de suporte à orientação farmacêutica na Dispensação de medicamentos prescritos desenvolvido com base em revisão sistemática e validado por meio da técnica Delphi. Esse trabalho poderá instrumentalizar os farmacêuticos e criar referenciais para melhorar a prática da Dispensação no Brasil, em sintonia com os países desenvolvidos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALESSANDRA REZENDE MESQUITA
Interno - 1964297 - CRISTIANI ISABEL BANDERO WALKER
Presidente - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307