UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: BRUNO RAMOS ELOY
08/02/2018 09:48


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO RAMOS ELOY
DATA: 19/02/2018
HORA: 09:00
LOCAL: SALA MULTIUSO - PPGPI
TÍTULO: A RELAÇÃO DA ROTATIVIDADE DE PESSOAL E INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS E BEBIDAS DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Depósitos de Patentes; Inovação; Mensuração; Turnover
PÁGINAS: 71
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A alta taxa de rotatividade de pessoal tem provocado preocupação no setor industrial, não só pela perda de mão de obra, mas também por implicar diretamente na capacidade de inovação, que é essencial para o desenvolvimento das empresas em um mercado globalizado. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi estudar a relação existente entre a rotatividade de recursos humanos, conhecida como Turnover, e a inovação na indústria de alimentos e bebidas sergipana. A pesquisa utilizou uma abordagem descritiva e quantitativa de análise, tendo como objeto de estudo as indústrias alimentícias sergipanas. Foi realizada uma pesquisa documental nos bancos de dados do RAIS, CAGED para verificar a taxa de rotatividade das indústrias;Scopus, Science Direct, Scielo para realizar o estudo da arte e da técnica voltado a rotatividade de pessoal. Após essa análise, foi realizado um mapeamento tecnológico dos depósitos de patentes nas bases de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial, European Patent Office e World Intellectual Property Organization. Os resultados indicam que a produção científica que envolve a rotatividade de pessoal vem expandindo nos últimos anos, principalmente a partir de 2013. No entanto, ao analisar a remuneração média dos trabalhadores, percebeu-se que o setor extrativo mineral possui a maior remuneração média do estado, por isso este foi analisado para realizar a comparação com o setor de alimentos e bebidas, sendo que ao calcular a taxa de rotatividade de ambos os setores, constatou-se que a indústria de alimentos e bebidas apresenta uma taxa de rotatividade superior a indústria extrativa mineral. Verificou-se, ainda, que a Indústria Extrativa Mineral possui maior número de depósitos de patentes, quando comparado com a Indústria de Alimentos e Bebidas. Dessa forma, entende-se que existe uma relação entre a taxa de rotatividade e a inovação dos setores, considerando que a Indústria Extrativa Mineral, setor com pessoalde melhor qualificação e baixa taxa de rotatividade, apresentou maior quantidade de depósitos de patentes em comparação com a Indústria de Alimentos e Bebidas, que indicou uma elevada taxa de rotatividade.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1653258 - ANGELA DA SILVA BORGES
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Presidente - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2