UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ADRIELLE NAIANA RIBEIRO SOARES
02/02/2018 14:17


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIELLE NAIANA RIBEIRO SOARES
DATA: 22/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Aspectos da propagação e diversidade genética em mangabeira
PALAVRAS-CHAVES: Hancornia speciosa, conservação ex situ, frutas nativas, marcadores moleculares.
PÁGINAS: 94
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) é uma espécie frutífera, nativa do Brasil, de ocorrância em restingas, cerrado e tabuleiros costeiros. O Estado de Sergipe é o maior produtor nacional da fruta, onde possui importância social, cultural e econômica. A fragmentação de áreas naturais de corrência da espécie tem se intensificado, e neste contexto, foi implantado o Banco Ativo de Germoplasma Mangaba (BAGMangaba). As pesquisas deste trabalho foram realizadas na Embrapa Tabuleiros Costeiros e na Universidade da Florida, com o objetivo de avaliar aspectos sobre a propagação e a diversidade genética da espécie. No primeiro experimento avaliou-se a propagação e a biometria dos frutos e sementes de acessos do BAGMangaba. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com repetições de 25 sementes, totalizando 100 sementes por tratamento. Neste estudo, as sementes foram beneficiadas e semeadas em saco de polietileno, contendo areia como substrato, e em seguida submetidas as seguintes determinações: emergência (E%), índice de velocidade de emergência (IVE), altura de mudas (ALT), diâmetro do caule (DC), número de folhas (NF) e porcentagem de sobrevivência (S%) e biometria de frutos e sementes (Peso, comprimento, largura, espessura de frutos e sementes, e número de sementes por fruto). O segundo estudo foi realizado na Universidade da Florida com o objetivo de avaliar a diversidade genética de acessos e progênies de mangaba, utilizando marcadores microssatélies (SSR). Foram utilizadas 96 amostras, sendo 9 matrizes e 87 progênies, e a diversidade genética foi mensurada através dos seguintes parâmetros genéticos: número de alelos (N), riqueza alélica (R), heterozigosidade esperada (He) e observada (Ho), índice de divergência genética (Fst), coeficiente de endogamia (f), identidade genética de Ney (GI), relação de parentesco entre progênies e matrizes, agrupamentos por meio da análise Bayesiana. No terceiro experimento estimou-se a diversidade genética de 10 populações naturais de mangabeira no Estado de Sergipe, utilizando marcadores ISSR. A diversidade genética foi mensurada pelos seguintes parâmetros: porcentagem de polimorfismo, coeficiente de variação, índice de Shannon (I), heterozigosidade esperada (He), similaridade entre indivíduos, agrupamento UPGMA, análise de coordenadas principais (ACoP) e AMOVA. Os acessos mostraram-se divergentes quanto às características biométricas, e houve divergência entre as progênies nas variáveis de propagação, destacandos-se os provenientes dos do Pará (ABP1, ABP2 e ABP4), de Sergipe (PTP1, PTP2, TCP2 e TCP6) e Bahia (LGP1, LGP3, LGP4 e BIP2). Para as análises moleculares verificou-se que os marcadores SSR revelaram moderada variabilidade genética entre progênies e matrizes, sendo as progênies provenientes dos acessos oriundos do Pará (ABP1 e ABP2) as mais divergentes. Em populações naturais de Sergipe com o uso de marcadores ISSR verificou-se alta taxa de polimorfismo (100%) e a formação de cinco grandes grupos. A mangabeira é uma espécie ainda em fase de domesticação, e estudos que envolvam a propagação, morfologia e diversidade genética são importantes para o desenvolvimento de estratégias de conservação e seleção de plantas com características de interesse em programas de melhoramento genético.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 523.499.506-20 - ANA DA SILVA LEDO
Presidente - 461.265.383-15 - ANA VERUSKA CRUZ DA SILVA MUNIZ
Externo à Instituição - LEANDRO EUGENIO CARDAMONE DINIZ
Externo à Instituição - MARÍLIA FREITAS DE VASCONCELOS MELO
Externo à Instituição - TATIANA SANTOS COSTA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e