UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LUDMILA SMITH DE JESUS OLIVEIRA
29/01/2018 16:11


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUDMILA SMITH DE JESUS OLIVEIRA
DATA: 16/02/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Mini Auditório do Departamento de Enfermagem
TÍTULO: DESCOLORAÇÃO DENTÁRIA INDUZIDA POR MATERIAIS UTILIZADOS NA TERAPIA REGENERATIVA ENDODÔNTICA E A EFETIVIDADE DO CLAREAMENTO INTRA-CORONÁRIO
PALAVRAS-CHAVES: Agregado de trióxido mineral; Pasta tri-antibiótica; Clareamento dentário; Descoloração dentária.
PÁGINAS: 32
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

Este estudo avaliou a descoloração coronária induzida por materiais utilizados na terapia regenerativa endodôntica bem como o efeito do clareamento interno na descoloração. Trinta terceiros molares foram alocados aleatoriamente de acordo com a etiologia da descoloração (n = 10): MTA - agregado trióxido mineral branco, TAP - pasta tri-antibiótica e BLD - sangue bovino (controle). Após a medição da cor inicial do dente, os canais radiculares foram parcialmente preenchidos com MTA, TAP, ou uma bolinha de algodão com sangue bovino foi colocada na câmara pulpar. As alterações de cor foram avaliadas após 30, 60 e 180 dias usando um espectrofotômetro portátil (sistema CieLab). Após a descoloração, o clareamento interno dos dentes foi realizado com uma mistura de perborato de sódio e peróxido de hidrogênio a 20% inserido na câmara pulpar e substituído semanalmente por 21 dias. A cor da coroa foi medida antes de cada substituição do agente clareador e uma semana após a última. No início, após a coloração e clareamento, os dados de cada parâmetro de cor foram analisados ​​individualmente por ANOVA de uma via, enquanto as diferenças em ΔE foram avaliadas por ANOVA de 2 vias medidas repetidas (α = 0,05). Após o tempo de coloração, TAP resultou em amostras mais escuras e mais verdes, e não foi observada diferença entre os dentes corados com BLD ou MTA. O clareamento interno resultou na melhora da cor dos dentes sem diferença na mudança de cor entre os agentes etiológicos. No entanto, as amostras coradas com TPA ficaram mais escuras, mais verdes e azuis após o término dos procedimentos de clareamento. Em conclusão, o TPA resultou em descoloração dentária mais significativa e a pior cor permaneceu após os procedimentos de clareamento dentário.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1776684 - ANDRE LUIS FARIA E SILVA
Externo à Instituição - MANOEL BRITO JUNIOR
Interno - 1694366 - MARIA AMALIA GONZAGA RIBEIRO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5