UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: DANIELA DA COSTA MAIA DE ANDRADE
25/01/2018 14:27


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA DA COSTA MAIA DE ANDRADE
DATA: 21/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: EFEITO EM CURTO PRAZO DACORRENTE INTERFERENCIAL ASSOCIADO A CINESIOTERAPIA NO TRONCO DE PACIENTE COM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
PALAVRAS-CHAVES: Acidente Vascular encefálico. Corrente Interferencial. Exercício. Tronco.
PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

O estudo teve como objetivo geral investigar a curto prazo os efeitos da corrente interferencial em associação com a cinesioterapia baseada na recuperação do tronco de indivíduos com sequelas de Acidente Vascular Encefálico (AVE) e específicos: Identificar a evidência dos estudos que avaliaram os efeitos da CI em pacientes com doenças neurológicas centrais; Determinar o efeito da CI associado à cinesioterapia na dor dos pacientes com AVE; Investigar a performance motora e ganhos funcionais do tronco dos pacientes com AVE após aplicação de CI associado a cinesioterapia. Trata-se de um ensaio clínico randomizado, controlado por placebo e duplamente encoberto, do tipo crossover. Para a avaliação da revisão sistemática (RS) foi utilizada a ferramenta da Colaboração Cochrane e para os efeitos da CI antes e depois do tratamento foram considerados os seguintes desfechos: intensidade de dor em repouso e durante o movimento, motivação, catastrofização da dor, autoestima, fadiga, controle de tronco, postura, flexibilidade muscular, alcance funcional, tônus muscular. Os testes T, Wilcoxon, Friedman, Mann-Whitneye Qui-Quadrado foram utilizados para as devidas comparações. Foram recrutados 36 pacientes com AVE, que foram aleatoriamente incluídos em um dos dois grupos de estudo: grupo CI Ativa (aplicação de CI por 30 minutos + cinesioterapia de tronco) e grupo CI Placebo (placebo da CI + cinesioterapia de tronco). Ambos os grupos receberam intervenção por 10 sessões, duas vezes por semana, 60 minutos, sendo 05 sessões para cada forma de tratamento e um período de washout de uma semana. Na RS, foram encontrados 2004 estudos, porém apenas dois artigos foram incluídos por seguirem os critérios de inclusão propostos. Após administração única, a CI mostrou-se eficaz na redução da dor, da espasticidade e na melhora do equilíbrio, da marcha e da amplitude de movimento de ombro de pacientes após doença vascular encefálica. Em relação à dor em movimento, quando comparado médias pré e pós-tratamento, apenas o grupo ativo apresentou redução significativa de 3,17(±0,60) para 2,02 (±0,58) (p<0,05). Na catastrofização da dor, o grupo ativo reduziu significativamente (p=0,004) os escores totais da escala após o tratamento (19,47±1,59 no pré-tratamento; 17,41±1,42 no pós-tratamento). Não houve alteração da auto-estima e da motivação em ambos os grupos. Houve melhora significativa do controle de tronco (p≤0,005), da postura (p=0,0001) e da flexibilidade (p≤0,04) tanto no grupo ativo quanto no placebo, sem diferenças significativas entre os grupos após o tratamento. No alcance, somente foi encontrado aumento significativo para o lado não afetado no grupo tratado com CI ativa (p=0,007) quando comparado ao placebo. O tônus muscular dos flexores e extensores de ombro e cotovelo, observou-se melhora também para ambos os grupos. Observou-se redução significativa da fadiga em ambos os grupos; entretanto, não houve diferença significativa em nenhum dos grupos quando analisados os valores referentes às avaliações diárias. A CI, quando utilizada antes dos exercícios de tronco, mostrou-se influenciar tratamento da dor em movimento e na catastrofização e otimizou a funcionalidade dos pacientes, pois proporcionou um acréscimo da atividade de alcance para o lado não acometido, na flexibilidade e na postura do tronco.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo ao Programa - 2034694 - KARINA LAURENTI SATO
Externo à Instituição - RENATA CARDOSO BARACHO LOTTI
Externo ao Programa - 6186553 - ROSEMEIRE DANTAS DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1963336 - SHEILA SCHNEIBERG VALENCA DIAS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5