UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Novembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIANA CABRAL PEREIRA
16/01/2018 13:15


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA CABRAL PEREIRA
DATA: 27/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Miniauditório do CCET
TÍTULO: TRATAMENTO TERCIÁRIO DE EFLUENTE SANITÁRIO UTILIZANDO BIORREATORES COM MICROALGAS Chlorella vulgaris
PALAVRAS-CHAVES: Chlorela vulgaris, fósforo, nitrogênio, efluente
PÁGINAS: 36
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Processos Industriais de Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Processos Bioquímicos
RESUMO:

A busca por tecnologias sustentáveis não é mais um anseio apenas da comunidade acadêmica e científica, empresas e investidores com abrangência global estão restringindo suas atuações a processos que se mostrem não só economicamente sustentáveis mas também ambientalmente sustentáveis. O tratamento adequado dos despejos urbanos é um problema crítico de escala global, que alcança proporções cada vez maiores e ainda depende de processos com alto custo energético. A microalga Chlorela vulgaris demonstrou ser um microrganismos capaz de depurar poluentes presentes nas águas residuais urbanas e representam uma alternativa promissora. O principal predicado do cultivo de algas em águas residuais é a assimilação eficaz do carbono orgânico e nutrientes inorgânicos do meio, podendo-se então obter uma forma mais sustentável de produzir um efluente seguro para lançamento no meio. A produção de biomassa algal agrega valor ao processo, já que pode ser convertida em produtos, tais como, biocombustíveis, biofertilizantes e ração animal. Outro importante atributo das microalgas é a fixação fotossintética de CO2 da atmosfera, podendo-se então considerar esta uma tecnologia mitigadora do efeito estufa antrópico. O objetivo principal do presente projeto é avaliar a capacidade da microalga Chlorella vulgaris na remoção de nutrientes (fósforo e nitrogênio) presentes no esgoto sanitário coletado na estação de tratamento de efluentes da Universidade Federal de Sergipe bem como aplicar os dados experimentais em um modelo matemático que simule o sistema estudado. O efluente secundário será tratado com a microalga em reator operando em sistema de batelada simples continuamente agitado com aeração e sob iluminação natural intermitente. As alíquotas coletadas diariamente e analisadas quanto ao fosfato, nitrito, nitrato, nitrogênio amoniaca, biomassa e pH demonstraram resultados possibilidade do uso da microalga Chlorella vulgaris para polimento de efluentes sanitários em estações de tratamento de águas residuais. E ainda a análise da composição da biomassa obtida mostrou alto teor proteico, o que favorece o uso deste subproduto na composição de rações para animais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715065 - ROGERIO LUZ PAGANO
Interno - 1542165 - JOSE JAILTON MARQUES
Externo à Instituição - DIEGO DE FREITAS COELHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18154-6e174eae4e